Cidades

Chacina em festa em Jaciara (MT) deixa três mortos e um ferido

Publicados

em

Foram mortos Deivid Kaique Passarinho Pivante, de 22, Maycon Teodoro da Silva, de 25 anos, e Matheus Deniz Carvalho, de 21, (da esquerda para a direita) — Foto: Facebook

Uma festa em Jaciara, no Mato Grosso, acabou de forma trágica na última sexta-feira (20). Segundo a Polícia Civil, dois homens chegaram em uma moto em uma casa onde estava ocorrendo uma festa, e dispararam contra alguns convidados que estavam lá.

Três jovens morreram no local, eram eles: Maycon Teodoro da Silva, de 25 anos, Matheus Deniz Carvalho, de 21, e Deivid Kaique Passarinho Pivante, de 22. Uma quarta vítima ficou apenas ferida, Diego Gomes Ramalho, de 29 anos, que foi encaminhado ao Hospital de Rondonópolis. O crime ainda é investigado pela Polícia, que não pegou os responsáveis em flagrante.

As quatro vítimas do crime têm antecedentes criminais, e as autoridades acreditam que o motivo dos dois homens chegarem disparando foi por briga motivada por grupos rivais que lidam com tráfico de drogas.

Fonte: MSN Notícias

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Empresário é executado à luz do dia ao lado de caminhonete em Jaciara
Propaganda

CIDADES

Acordo estabelece indenização de R$ 100 mil a familiares de vítima

Publicados

em

Imagem: MP-MT

A 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Jaciara realizou acordo de não persecução penal com um investigado, que se comprometeu a ressarcir o valor de R$ 100 mil a título de reparação do dano aos familiares da vítima de um acidente automobilístico ocorrido em julho deste ano, em Juscimeira (a 158km de Cuiabá). Com o acordo, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) promoverá o arquivamento da investigação, observadas as regras contidas no artigo 28-A do Código de Processo Penal, solicitando ao juízo a declaração de extinção da punibilidade. A celebração e o cumprimento do mesmo não constarão de certidão de antecedentes criminais.

A promotora de Justiça Itâmara Guimarães Rosário Pinheiro explica que o Código de Processo Penal regulamenta o acordo de não persecução penal no âmbito das infrações penais sem violência ou grave ameaça e com pena mínima inferior a quatro anos, que não revelem hipótese de arquivamento e desde que haja confissão formal e circunstanciada da prática do crime. Além disso, que o investigado não apresente antecedentes criminais e não incorra nas hipóteses que impossibilitariam a celebração do acordo. “Conseguimos firmar o acordo depois de muito esforço, consideramos uma vitória, especialmente pelo valor da indenização”, avaliou.

Leia Também:  Prefeitura de Chapada publica decreto com medidas extremas

Conforme o acordo que foi encaminhado para homologação pelo Judiciário, o pagamento será efetuado em cinco parcelas mensais de R$ 20 mil, que podem ser antecipadas. O investigado se comprometeu ainda a comparecer em juízo, mensalmente, pelo período de cinco meses ou enquanto perdurarem os pagamentos, para informar e justificar suas atividades, bem como comunicar eventual mudança de endereço, número de telefone ou e-mail, não podendo incidir em nova prática delitiva.

Em depoimento audiovisual, o investigado confessou a prática dos fatos. Ele conduzia uma caminhonete no dia 29 de julho deste ano, quando, ao realizar a ultrapassagem de uma carreta, bateu de frente com um motociclista, que faleceu no local. O autor dos fatos se apresentou, logo após, na Delegacia de Polícia de Rondonópolis, acompanhado de seu advogado.

Em caso de eventual descumprimento, se não for apresentada justificativa no prazo de 15 dias ou se o Ministério Público não concordar com a justificativa apresentada, o juízo da execução será comunicado para fins de rescisão do acordo.

Leia Também:  Sem pressa, comissão na AL vai analisar retorno das aulas em Mato Grosso

Fonte: MP-MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA