CUIABÁ

Prefeito Emanuel Pinheiro sanciona lei que responsabiliza autor de agressão aos animais a pagamento de despesas veterinárias

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, sancionou a Lei 6.746/2022 estabelecendo que após a identificação os agressores de crimes de maus-tratos a animais sejam responsáveis pelo pagamento de  despesas veterinárias recorrentes das agressões. A publicação foi realizada na Gazeta Municipal de 11 de janeiro.  

“Já implantamos uma Diretoria de Bem-Estar Animal que trabalha no resgate, fiscalização de maus-tratos e na promoção da adoção responsável.  Mantemos medidas específicas para reforçar o zelo aos que precisam desse cuidado”, declarou o prefeito Emanuel. 

Conforme o inciso dois da normativa, os responsáveis terão a obrigatoriedade ainda de ressarcir a administração municipal dos custos relativos aos serviços prestados. As fiscalizações serão coordenadas pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SMADESS) e supervisionadas pela  Diretoria de Bem Estar Animal (DBEA), em parceria com o Poder Judiciário.  

Desde a sua criação, a Pasta já atendeu mais de mil animais, entre cachorros e gatos, e recebe uma média diária de 15 denúncias. Em seguida, as equipes se deslocam aos endereços para averiguar os fatos e constatar se as condições vivenciadas pelos pets se enquadram na legislação do crime de maus tratos. Vale destacar, que as investigações, bem como punições, são de responsabilidade da Polícia Civil. 

Leia Também:  Ministro reconhece a importância que o prefeito de Cuiabá destina à saúde pública

Segundo a diretora do Bem Estar Animal, Beatriz Del’Isola, anteriormente à lei, a Prefeitura de Cuiabá já desempenhava o trabalho preventivo, através de orientações e aplicações de multas. Já a nova lei reforça a proteção e zelo aos  animais. 

“Sempre operamos referente às denúncias de maus tratos. Agora estamos abrangendo ainda mais a proteção animal, possibilitando que o agressor seja penalizado não só com as multas, mas identificado e arcar com os custos dos animais agredidos. Temos uma parceria com Centro de Zoonoses, onde temos um abrigo que está sendo cada vez mais desenvolvido e melhorado, além das organizações sociais que apoiam a causa”, disse.

Desde 2018, mais de 300 bichinhos já ganharam um novo lar.  No  total, sete leis específicas para ampliar à proteção aos animais já foram sancionadas na gestão Emanuel Pinheiro.

Foram regulamentadas também: Lei 436/17 de Proteção aos Animais; Lei 6423/19 do Protetor Independente, Lei 6439/ 19 do Animal Comunitário, Lei 6492/19 Monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20 Circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20 Proibindo animal em corrente curta.

A lei municipal nº 6.746 é de autoria do vereador por Cuiabá, Wilson Kero Kero (Podemos). A  Diretoria de Bem Estar Animal atua por meio do contato: 0800 647 7755, no horário das 08h às 12h e 14h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira.

Leia Também:  TJ cita nova lei e manda juiz rever bloqueio de R$ 6 mi de ex-prefeito de MT

*Veja a íntegra da publicação*

 

LEI Nº 6.746 DE 11 DE JANEIRO DE 2022

DISPÕE SOBRE OS AGRESSORES QUE COMETEREM CRIME DE MAUS-TRATOS AOS

ANIMAIS ARCAREM COM AS DESPESAS DO TRATAMENTO DO ANIMAL AGREDIDO, NO

ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ.

O PREFEITO MUNICIPAL DE CUIABÁ – MT: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou

e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Fica determinado que, nos crimes de maus-tratos cometidos, no âmbito

do Município de Cuiabá, as despesas de assistência veterinária e demais gastos

decorrentes da agressão serão de responsabilidade do agressor.

Art. 2º O agressor ficará obrigado, inclusive a ressarcir a Administração Pública

Municipal de todos os custos relativos aos serviços públicos de saúde veterinária

prestados para o total tratamento do animal.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio Alencastro, em Cuiabá-MT, 11 de Janeiro de 2022.

EMANUEL PINHEIRO

PREFEITO MUNICIPAL

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

Parceira com Sesi Escola garante desconto ao servidor municipal

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Gestão, fechou convênio com o Serviço Social da Indústria de Mato Grosso – Sesi Escola, que dará aos servidores públicos do município o desconto de 10% sobre as mensalidades na unidade educacional de Cuiabá e Várzea Grande no ano letivo de 2022.

Com a parceira, o Sesi ofertará descontos nas mensalidade do ensino infantil, fundamental e médio integrado que associa o ensino regular à formação técnica e profissional, sendo 10% do convênio e mais 10% de pontualidade no pagamento. Para obter o desconto, o servidor precisa apresentar no ato da matrícula a declaração de vínculo funcional com a Prefeitura de Cuiabá.

“Firmamos essa parceira para garantir aos servidores de Cuiabá o desconto de até 20% na rede Sesi, reforçando o compromisso e a valorização da gestão Emanuel Pinheiro com os servidores públicos do município extensivo aos seus dependentes”, destacou a secretária Ellaine Mendes.

“Selar um acordo como este é motivo de muito orgulho para o Sesi. Não temos dúvidas de que, por meio dele, estamos incluindo o funcionalismo público municipal em um sistema de serviços de educação de qualidade, com metodologias e recursos didáticos inovadores que se constituem em diferenciais como robótica, ensino bilíngue, empreendedorismo, musicalização, espaço maker, entre outros”, acrescentou a gerente de Educação do Sesi Mato Grosso, Simone Cruz. 

Leia Também:  Prefeito destaca que avenida irá desenvolver regiões carentes de Cuiabá

Os servidores interessados em matricular seus filhos na rede Sesi podem procurar as unidades de Cuiabá e Várzea Grande, que possuem infraestrutura e equipes altamente qualificadas para atender bem as crianças, adolescentes e jovens.  Os servidores também devem estar atentos aos prazos para o início das aulas nas instituições. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA