CUIABÁ

Projeto de lei garante diagnóstico e tratamento de trombofilia para mulheres em Cuiabá

Publicados

em


Secom Câmara

A proposta foi apresentada na sessão desta terça (14)
Proposta da vereadora Michelly Alencar visa melhorar a saúde da mulher na capital

A vereadora Michelly Alencar (DEM) apresentou um projeto de lei na Câmara de Cuiabá que garante o direito de realização de exames para diagnóstico e tratamento contra a trombofilia para as mulheres que usam o sistema de saúde pública na capital.
No projeto, a parlamentar explicou que a trombofilia é uma doença silenciosa e perigosa para as mulheres, especialmente as que estão em idade gestacional. A doença se caracteriza por promover alterações na coagulação sanguínea que resultam em um risco maior para trombose, se dividindo em dois grupos, adquirida e hereditária.
Segundo a propositura, para as mulheres com predisposição, o uso de anticoncepcional pode aumentar a chance de trombose. Para as mulheres grávidas, quando diagnosticada a doença, a gestação passa a ser de risco. Além disso, a trombofilia é uma das causas de perdas gestacionais.
Pela proposta da vereadora, toda mulher terá direito a investigação, exame genético e tratamento caso diagnosticada a doença nas seguintes situações: como condição para a primeira prescrição do uso de anticoncepcionais, no início do pré-natal e como condição para a primeira prescrição do uso de reposição hormonal.
A vereadora contou que ouviu muitas histórias de mulheres que tinham o sonho de ser mães, mas sofriam perdas gestacionais e demoraram para descobrir que o motivo era a trombofilia. “É preciso que a sociedade entenda e conheça essa doença, tenha acesso ao diagnóstico e ao tratamento. A proposta começa a tramitar agora na Casa e eu espero apoio dos outros parlamentares para esse importante projeto para a saúde da mulher”, explicou.
Ainda conforme o projeto, será realizada uma entrevista pelo profissional de saúde com o objetivo de conhecer o histórico familiar da paciente, particularmente com relação a parentes de primeiro grau com diagnóstico de trombose ou gravidez com complicações em razão da doença e outros fatores de risco. Constatada a importância, o médico solicitará o exame.
Os estabelecimentos de saúde deverão fixar em local visível a toda população, de forma clara e precisa o direito à realização dos exames, os riscos e tratamentos necessários.
A Prefeitura ainda poderá realizar campanhas sobre os riscos da trombofilia em mulheres que fazem o uso de anticoncepcional e são portadores do gene, além dos cuidados que as gestantes precisam ter para prevenção e tratamento.&nbsp

Leia Também:  Vereador eleito afirma que o pleito não foi fácil, mas prevaleceu quem teve proposta

Ana Rosa Fagundes/Gabinete Vereadora Michelly Alencar

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

ARTIGO- Dia da Árvore – O verde que gera vida

Publicados

em


Secom Câmara

No próximo dia 21 de setembro comemoramos o dia da árvore e, mais do que uma data simbólica, esse dia é oportuno para a reflexão a respeito do desmatamento e da importância da conservação dos recursos naturais, bem como da necessidade de conscientizar a população sobre esse vínculo com a vida dos seres humanos.

&nbspA data, instituída no Brasil em 24 de fevereiro de 1965, foi escolhida por coincidir com a chegada da primavera que refere-se à renovação da esperança.

As árvores são nossas grandes riquezas, presentes em diversos biomas. As florestas são consideradas as maiores riquezas do planeta, por inúmeros motivos, como: a árvore retém o gás carbônico, libera o oxigênio, a fotossíntese, aumentam a umidade do ar, tornam o ar mais limpo e respirável, propiciam a socialização dos seres vivos, além da retenção de ruídos, dentre vários outros benefícios, garantindo, desta forma, a sobrevivência das mais variadas espécies, inclusive a do homem.

Esse dia serve para nos mostrar a necessidade de preservamos o que Deus nos deu de melhor, entendendo a importância de preservar a natureza, e a implantação de políticas públicas ambientais realmente eficazes, contra o desmatamento ilegal e, voltando mais para a área urbana, incentivando a população em geral, principalmente as crianças e adolescentes, que são o futuro do país, a plantarem e preservarem árvores, propiciando a eles um engajamento nessa luta pela arborização de nossas praças, escolas e todos os demais espaços públicos existentes.

Leia Também:  CCJR analisa projetos nesta quarta (27) ao vivo nas nossas plataformas digitais

Entendendo a importância dessa ação, desde 2013, com muito sucesso, implementamos o Movimento de Arborização Comunitária – PlantAr, que consiste em levarmos o plantio de mudas de árvores frutíferas e ornamentais, do nosso cerrado a todas as comunidades do nosso município, tanto em praças públicas como em escolas e demais logradouros, o que já propiciou mais de 40.000 mudas plantadas, com o apoio do poder público, da iniciativa privada e da população local, com a participação maciça dos moradores e, sobretudo, das crianças e adolescentes do nosso município.

Somente com práticas como esta, vamos continuar nos beneficiando da nossa biodiversidade, de um ar cada vez menos poluído, das flores e frutos, da amenização da temperatura, das sombras que as árvores nos proporcionam, além de sua beleza paisagística. Feliz dia da Árvore!

Vereador Prof. Mário Nadaf

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA