CUIABÁ

UTI do Hospital Municipal de Cuiabá alcança taxa zero de infecção do trato urinário

Publicados

em


Arquivo HMC

Clique para ampliar

A Unidade de Terapia Intensiva 2 – UTI do Hospital Municipal de Cuiabá – HMC conseguiu reduzir o número da densidade de incidência de infecção do trato urinário – ITU de 1,6 para zero.  O resultado é referente ao período de seis meses de monitoramento, que começou desde o início do projeto PROADI-SUS “Saúde em nossas Mãos”, em setembro de 2021.

“Graças ao esforço da equipe multidisciplinar, treinamento, orientações periódicas de todos os profissionais, higienização das mãos, implantação do pacote de prevenção de ITU, bem como seu monitoramento e vigilância, alcançamos uma melhoria nos indicadores de ITU”, destacou a infectologista Talita Arruma.

O Núcleo de Gestão de Qualidade – NGQH e o Serviço de Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar – SPCIRAS do HMC realizaram na quarta-feira (14) e quinta-feira (15) uma reunião com a equipe da UTI2, para apresentar os dados referentes à higiene das mãos e a densidades de incidência de infecção do trato urinário associada ao cateter vesical de demora pneumonia associada à ventilação mecânica e a infecção primária de corrente sanguínea associada a cateter venoso central, para avaliação dos resultados das mudanças executadas com o Projeto “Saúde em nossas Mãos”, ligado ao Ministério da Saúde. 

Leia Também:  Prefeito participa de inauguração da nova sede administrativa do SISPUMC

Na ocasião, o médico visitador da UTI2, Fabian Magalhães, destacou que os dados mostram que a equipe está adotando os protocolos corretamente e que a visão é de melhoria. “O objetivo agora é superar as metas”, ressaltou.

A nutricionista Amanda Ormondi destacou a importância do projeto e os benefícios aos pacientes. “Quando o paciente está sem a bactéria no corpo, o setor de nutrição consegue realizar o trabalho melhor para a reposição de nutrientes no organismo. A contaminação exige o uso de mais medicamentos e isso interfere na dieta”, observou. 

Segundo a coordenadora do Núcleo de Gestão da Qualidade Hospitalar, Márcia Pereira, com métodos simples é possível oferecer uma boa evolução e recuperação dos pacientes, como por exemplo, a lavagem das mãos e elevação do leito em 30 graus. 

Para a responsável técnica das UTIs, Naligya Barroso, as normas e rotinas adotadas trazem impactos significativos para o paciente. “Com a assistência qualificada, devolvemos para as famílias os pacientes sem contaminação, sem a necessidade de antibiótico de uso prolongado”, destacou.

A coordenadora de enfermagem, Daniela Sayuri pontuou a relevância da equipe da UTI 2 compartilhar com os profissionais de outros setores os protocolos de melhorias de processos executados para benefício dos pacientes. “A UTI 2 é o projeto piloto da adoção dos novos métodos, mas nada impede a multiplicação do conhecimento em todo o âmbito hospitalar”, disse.

Leia Também:  Cuiabá 303 anos: Revitalização da Praça Santos Dumont garante visual ainda mais regional ao espaço de lazer

Paulo Rós, diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECSP, que administra o HMC, revelou que a redução da infecção hospitalar demonstra o zelo e o cuidado que a gestão Emanuel Pinheiro e os profissionais, que atuam diretamente na assistência têm com os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS. “Parabéns a equipe da UTI 2 e a todos os profissionais envolvidos no projeto, que diariamente lutam pelas boas práticas nos serviços de saúde , buscando inovações para oferecer um cuidado seguro e humanizado”, enfocou. 

A UTI 2  é a unidade onde está sendo iniciado o projeto no Hospital Municipal de Cuiabá, que funciona sob a condução do Núcleo de Gestão da Qualidade Hospitalar, com o apoio da equipe multidisciplinar e consultoria direta com os especialistas do Hospital do Coração em São Paulo – HCor.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

Prefeito e vice vistoriam obras de pavimentação asfáltica no bairro Parque Amperco

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, realizou na manhã desta segunda-feira (27), uma vistoria nas obras de pavimentação asfáltica do bairro Parque Amperco. Como preconizado pela gestão, nenhuma ação de asfaltamento é realizada sem a rede de drenagem, que segue em ritmo acelerado com 40% da rede já concluída. Também vistoriaram as obras,  o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa e o vereador Kássio Coelho. 

Os trabalhos na localidade são executados pela Secretaria de Obras e o todo o bairro será pavimentado. Os investimentos  na região somam  R$4 milhões são provenientes da Fonte 100, por meio do ‘Programa Minha Rua Asfaltada’, implementado desde o primeiro ano da primeira gestão Emanuel Pinheiro, em 2017.

“Estamos vistoriando hoje as obras de pavimentação asfáltica de todo o bairro do Parque Amperco. Mais de duas mil pessoas que vivem neste bairro serão beneficiadas. Estou muito feliz com  o que estou vendo. O ritmo das obras está  acelerados, os trabalhadores não param.  As galerias de drenagens  estão sendo construídas e,  no segundo  semestre,  já iremos pavimentar as ruas do Parque Amperco.

Leia Também:  Ex-vereador devolve R$ 2 mil por mês por contratar caseiro na Câmara de Cuiabá

Estamos atendendo um  desejo antigo da população por meio do nosso amigo e morador do bairro, vereador Kássio Coelho. Esta obra é um compromisso da gestão com os moradores do Parque Amperco. Estamos  melhorando a vida das pessoas, principalmente, daqueles mais carentes e que moram distante da região central”, comentou o prefeito. 

O secretário de Obras, Stopa, cita que no prazo de 90 dias será finalizada a obra de drenagem e, posteriormente, será realizada a obra de pavimentação.

“Terminamos aqui em agosto ou setembro do ano que vem. O bairro está sendo 100% asfaltado de qualidade, com meio-fio, calçada, drenagem. Iremos transformar a região. Será um outro bairro, mais humanizado, porque hoje, a população sofre com a chuva porque vira  um verdadeiro lamaçal e na seca, a poeira é grande. E isso vai acabar, o asfalto irá melhorar a qualidade de vida das pessoas”, disse Stopa. 

O vereador Kássio Coelho, morador do bairro, lembra que há quase 30 anos os moradores clamam por esta pavimentação que está sendo realizada na gestão Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Justiça mantém bloqueio de mansão em condomínio de luxo em Cuiabá

“É um grande anseio dos moradores. Há 29  anos estamos aguardando o asfalto. Agora, a gente quer regularizar as nossas casas e acreditamos que isso será possível na gestão do prefeito Emanuel. Os moradores estão ansiosos e acreditamos que  a obra será entregue até antes do  prazo, porque estão bem aceleradas”, concluiu. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA