ECONOMIA

Vendas no comércio paulistano crescem 14,6% na 1ª quinzena de setembro

Publicados

em


As vendas no comércio da cidade de São Paulo cresceram 14,6% nos primeiros 15 dias deste mês de setembro, revelou a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A comparação é com o mesmo período do mês de agosto.

Quando comparado às duas primeiras semanas do mês de setembro de 2020, quando havia mais restrições relacionadas à pandemia da covid-19, o crescimento foi de 24,4%.

Segundo a associação, a recuperação no comércio paulistano vem ocorrendo desde maio, impulsionado pelo Dia das Mães, por uma maior flexibilização no funcionamento dos estabelecimentos e pelo aumento da vacinação. Para a ACSP, o setor deve voltar a crescer no próximo ano.

“Hoje, ainda estamos recuperando o que foi perdido a partir do distanciamento social que começou no início de 2020”, disse Marcel Solimeo, economista-chefe da ACSP. “Só podemos considerar crescimento depois que atingirmos e superarmos os números de antes da pandemia”, explicou.

Edição: Valéria Aguiar

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dólar fecha em baixa pela terceira sessão seguida
Propaganda

ECONOMIA

Dólar cai para R$ 5,45, após nova intervenção do Banco Central

Publicados

em


Em um dia de alívio no mercado internacional e de intervenções do Banco Central (BC) brasileiro, o dólar fechou abaixo de R$ 5,50 pela primeira vez desde o início de outubro. A bolsa de valores subiu e atingiu o maior nível em um mês.

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (15) vendido a R$ 5,455, com recuo de R$ 0,061 (-1,11%). A cotação iniciou o dia próxima da estabilidade, mas passou a recuar após declarações do diretor de Política Monetária do BC, Bruno Serra, de que o órgão tem “capacidade robusta” para intervir no mercado quando necessário.

Hoje, o BC leiloou US$ 1 bilhão em contratos de swap cambial, que funcionam como venda de dólares no mercado futuro. Só nesta semana, as intervenções do tipo totalizaram US$ 3 bilhões.

A divisa fechou a semana com queda de 1,1%, a primeira queda semanal desde a semana terminada em 24 de setembro. A moeda norte-americana acumula alta de apenas 0,16% em outubro e de 5,13% em 2021.

O mercado de ações teve um dia de recuperação. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 114.648 pontos, com alta de 1,29%. No maior nível desde 15 de setembro, o indicador fechou a semana com alta de 1,61%. O índice acumula alta de 3,3% no mês, mas registra queda de 3,67% no ano.

Leia Também:  Mais de mil municípios terão R$ 598 milhões em emendas parlamentares

O aumento da intervenção do Banco Central aliviou a instabilidade dos últimos dias no mercado financeiro. Desde o fim de setembro, os investidores estão preocupados com o impacto sobre as contas públicas de uma possível prorrogação do auxílio emergencial e da votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que permite o parcelamento de precatórios, prevista para a próxima semana.

No exterior, o mercado teve um dia de menor pessimismo, com os índices das bolsas norte-americanas subindo. A alta de 0,7% nas vendas do varejo nos Estados Unidos em setembro surpreendeu os analistas financeiros, que esperavam queda no indicador. Isso contribuiu para a valorização das ações nas bolsas da maior economia do planeta, reduzindo as tensões internacionais.

*Com informações da Reuters

Edição: Nádia Franco

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA