ENTRETENIMENTO

Globo teria diminuído “Amor de Mãe” para evitar problemas financeiros

Publicados

em


source

As gravações de “Amor de Mãe” serão retomadas em breve , mas a trama de Manuela Dias passará por mudanças. A Globo já anunciou que a rotina nos estúdios seguirá normas de distanciamento e que beijos estão proibidos , por exemplo. Porém, a novela também sofreu um corte no número de capítulos e o motivo dessa decisão seria para evitar problemas financeiros. 

irandhir santos em amor de mãe
Reprodução/TV Gobo

Globo teria estourado o roçamento de “Amor de Mãe”

Inicialmente, “Amor de Mãe” ficaria no ar até maio deste ano. Quando teve sua produção paralisada, o folhetim ainda tinha alguns meses pela frente, mas em seu retorno terá apenas 23 capítulos, destinados a dar um encerramento para os núcleos principais. Segundo o site Na Telinha, a Globo teve esse posicionamento para evitar que a obra estoure o orçamento. 

Um dos motivos que estariam fazendo com que o preço da produção suba é a renovação dos contratos. Nomes como Humberto Carrão e Irandhir Santos, que são fundamentais para a obra, são contratos por obra e a Globo teve que estender o contrato para não perdê-los na retomada da trama. Esse seria um dos fatores teria levado a um prejuízo, que só será recuperado no segundo semestre de 2021. 

Leia Também:  Xuxa Meneghel homenageia guarda municipal humilhado por desembargador

Além de encerrar a trama, os novos capítulos de “Amor de Mãe” têm a função de abrir um tempo hábil para a estreia de “Um Lugar ao Sol”. A Globo estaria querendo colocar a nova novela no ar com o maior número de capítulo gravados possível. 

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Lacombe fala sobre opinião política: “Não gosto de ser chamado de bolsonarista”

Publicados

em


source

Luís Ernesto Lacombe, que está prestes a estrear um programa na RedeTV! , falou sobre o posicionamento político dele. O jornalista, que deixou a Band após um programa polêmico sobre conservadorismo , disse que tem ideias convergentes as do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas reforça que não defende nenhum partido. 

Luís Ernesto Lacombe
Reprodução/Instagram

Luís Ernesto Lacombe fala sobre suas opiniões políticas

“Não gosto de ser chamado de bolsonarista porque não sou militante. Não tenho políticos de estimação, não sou partidário. Se não tiver senso crítico, se não for desconfiado, um jornalista deixa de existir”, disse Lacombe em entrevista a Folha de S. Paulo. 

O apresentador, que já falou mal da Globo publicamente , também disse que não é militante, mas um jornalista posicionado. Por mais que já tenha criticado parte da mídia por se posicionar , ele diz que não milita porque não perde o senso crítico, mas dá opiniões baseadas em fatos e referências reais. 

“Não abro mão de defender menos Estado, livre mercado e um país com princípios morais, que respeite os valores em que construímos a nossa sociedade. É só olhar o que deu certo no mundo para definir o caminho para o desenvolvimento. É preciso apostar na manutenção do que funciona e na mudança gradual daquilo que pode melhorar”, conclui Lacombe.

Leia Também:  Saiba qual é o novo hobby da cantora Shakira na quarentena
Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA