ESPORTES

Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos

Publicados

em


.

Os organizadores da Olimpíada de Tóquio propuseram nesta sexta-feira (25) reduzir o número de funcionários nos Jogos do próximo ano e encurtar o período de abertura dos locais de treinamento, como parte de um plano para realizar um evento simplificado em meio à pandemia.

Os Jogos, originalmente programados para começar em julho deste ano, foram adiados por um ano pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pelo governo japonês devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Desde então, os organizadores e autoridades do governo vêm buscando maneiras de cortar custos, simplificar os Jogos e proteger atletas e torcedores. Ainda assim, há dúvidas persistentes sobre a viabilidade de realizar um evento global em grande escala enquanto a pandemia continua.

O novo primeiro-ministro Yoshihide Suga vê o turismo como chave para retomar uma economia gravemente prejudicada e disse que deseja realizar a Olimpíada no próximo ano.

“Já estamos decididos a fazer isso no próximo ano, não importa o que aconteça”, declarou o presidente de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, a repórteres em uma coletiva de imprensa, após reunião online de dois dias com representantes do COI.

Leia Também:  Após cancelamento de maratona, corredor propõe "desafio solidário"

Mori afirmou que o número de autoridades, funcionários e outras pessoas associadas aos Jogos pode ser reduzido em 10-15%. A operação do centro de imprensa principal pode ser reduzida em oito dias e as cerimônias de boas-vindas para os atletas, canceladas, segundo ele.

Os organizadores de Tóquio também sugeriram um período de abertura mais curto para os locais de treinamento e redução da equipe para o revezamento da tocha.

No entanto, não havia planos para reduzir o número de atletas participantes, disse o CEO da Tóquio 2020, Toshiro Muto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Vasco perde pênalti, mas bate Caracas no fim pela Sul-Americana

Publicados

em


Foi sofrido, com direito a gol nos minutos finais, marcado por um prata-da-casa com histórico goleador na base, mas pouco aproveitado no time principal. Nesta quarta-feira (28), em São Januário, o atacante Tiago Reis, 21 anos, garantiu a suada vitória por 1 a 0 do Vasco sobre o Caracas, da Venezuela, no jogo de ida do confronto pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

O triunfo foi o primeiro do técnico português Ricardo Sá Pinto no comando vascaíno e encerrou um jejum de nove partidas sem vitórias da equipe carioca, que pecou na construção de jogadas ao longo dos 90 minutos e ainda desperdiçou um pênalti no segundo tempo. O resultado dá ao Cruzmaltino a vantagem do empate no duelo de volta, na quarta-feira (4), às 21h30 (horário de Brasília), na capital venezuelana. Se balançar as redes fora de casa, o time brasileiro poderá até perder por um gol de diferença.

O ganhador do confronto pega quem avançar entre Defensa y Justicia, da Argentina, e Sportivo Luqueño, do Paraguai. No primeiro jogo, também nesta quarta, em Luque (Paraguai), os argentinos venceram por 2 a 1. O segundo duelo também será na quarta-feira que vem.

Leia Também:  Jogos no RS e no PR movimentam Liga Nacional de Futsal nesta quinta

O Vasco tomou conta do campo defensivo do Caracas, com a posse de bola beirando os 70%, mas apresentou dificuldades no último passe e na finalização, escancarando a falta que o meia Martín Benitez e o atacante German Cano – ambos contundidos – fazem. Aos 18 minutos, na melhor oportunidade da primeira etapa, o meia Leonardo Gil cruzou e o atacante Ribamar, livre, cabeceou por cima. Aos 41, os vascaínos ainda pediram pênalti do lateral Luis Casiani no meia Carlinhos, mas o árbitro peruano Michael Espinoza nada assinalou.

Os cariocas mantiveram a postura ofensiva na etapa final. Aos 12 minutos, Casiani derrubou o lateral Henrique na área. Carlinhos, porém, bateu mal demais a penalidade, fraco e a meia altura, facilitando a defesa do goleiro Beycker Velázquez. Para complicar, o atacante Ygor Catatau – que entrou em campo aos 26 minutos – levou o cartão vermelho 10 minutos depois, após uma sequência de faltas.

Se a opção por Ygor não deu resultado, as entradas do meia Guilherme Parede e do atacante Tiago Reis funcionaram melhor do que a encomenda. Aos 42 minutos, quando o duelo caminhava para o empate, Parede recebeu do também meia Andrey e cruzou para Tiago Reis. O artilheiro da Copa São Paulo de Juniores do ano passado, apenas três minutos depois de ir a campo, aproveitou a assistência para garantir a vitória vascaína.

Leia Também:  Após cancelamento de maratona, corredor propõe "desafio solidário"

O Cruzmaltino volta as atenções para a Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca visita o Goiás neste domingo (1), às 20h30, pela 19ª rodada da competição. O Vasco é o 17º colocado, primeiro time na zona de rebaixamento, com 18 pontos.

Confira a tabela da Copa Sul-Americana.

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA