Noticia falsa

Boato afirma que Rede Globo ‘fechou as portas e oficializou falência’

Publicados

em

Internet

Circula nas redes sociais a informação de que a Rede Globo fechou as portas e declarou falência. Segundo o post, publicado originalmente em um site sobre televisão e celebridades, funcionários teriam sido “esmurrados” ao se depararem com um comunicado da emissora.

© Fornecido por Pipeify

“Globo oficializa falência com fechamento de portas e funcionários são esmurrados com notícia: ‘Comunicado’” – Texto publicado no site TV Foco e que circula nas redes sociais. (Fonte: Reprodução)

Essa informação é falsa. O título da matéria, que foi publicada no site TV Foco na última quinta-feira (24), faz com que os leitores entendam que a Rede Globo teria decretado falência. Porém, o conteúdo, na verdade, informa o fechamento da Loja Globo, uma plataforma que vendia produtos licenciados dos programas e novelas da emissora.

A loja de fato teve suas operações encerradas, mas, diferentemente do que afirma o texto, isso ocorreu em 2018, como foi anunciado pela empresa nas redes sociais, na época. Dessa forma, é falso que a Rede Globo tenha oficializado falência.

Leia Também:  Fogo já destruiu 3,461 milhões de hectares do Pantanal

O texto ainda cita o jornalista da RedeTv!, Alessandro Lo-Bianco, como fonte da informação falsa. Nas redes sociais, o colunista usou a mesma imagem que foi publicada pela Loja Globo para citar um “clima tenso no setor comercial da PlimPlim”. E ainda mencionou a “tristeza entre os colaboradores do setor.”

Não foi possível encontrar essa publicação no perfil de Lo-Bianco. A publicação do site TV Foco ainda afirma que nomes consagrados do canal de televisão, como Renato Aragão, Zeca Camargo, Miguel Falabella e Tony Ramos, não estariam “conseguindo sobreviver em meio aos cortes estratosféricos feitos em 2020.”.

Os atores Renato Aragão e Miguel Falabella, assim como o jornalista Zeca Camargo, de fato, não tiveram seus contratos renovados com a TV Globo em 2020. Segundo a assessoria de comunicação da empresa, tanto as mudanças contratuais quanto o encerramento da Loja Globo há mais de dois anos fazem parte de uma série de iniciativas para preparar a emissora para o futuro.

“Temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção, de desenvolvimento de negócios e também de gestão de talentos. E temos adotado novas dinâmicas de parceria com eles. Renato Aragão, Zeca Camargo, Miguel Falabella, assim como outros companheiros, têm abertas as portas da empresa para futuros projetos em nossas múltiplas plataformas. Tony Ramos segue contratado”, informou.

Leia Também:  Rio: PF prende suspeito de manter fotos de exploração sexual infantil

Fonte: msn noticias

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Buscas por nitazoxanida disparam após governo apontar eficácia contra Covid-19

Publicados

em

Comprimidos e caixas de remédio Foto: Aquivo/Agência Brasil

As busca pelo vermífugo nitazoxanida, conhecido pelo nome comercial Annita, dispararam no Google após o Ministério da Ciência e Tecnologia anunciar um estudo sobre a eficácia do medicamento contra o novo coronavírus.

Segundo o governo, o ensaio clínico do Laboratório Nacional de Biociências do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) apontou que a substância foi capaz de reduzir a reprodução do vírus no organismo.

O médico Renato Kfouri, pediatra e infectologista, entretanto, afirma que o estudo não foi publicado e não há na literatura médica nenhuma evidência que comprove a eficácia da substância.

“Até onde eu saiba, se não for apresentado nenhum estudo ou evidência que essas drogas tenham algum benefício, nada muda. Nós temos vários estudos, muitos já encerrados com hidroxicloroquina, ivermectina ou nitazoxanida (Annita) e não há nenhuma evidência na literatura que comprove a eficácia”, disse Kfouri.

“Me estranhou o fato de um anúncio, que não tem nenhuma novidade, não tenha publicação finalizada. E nenhuma evidência do benefício”, continuou o pediatra. “O uso de medicações não comprovadas, só é valido dentro de rígidos protocolos de estudos clínicos, não se admite fazer uso experimental, para saber se ela funciona. Há muitas drogas que são decepcionantes quando saem do estudos de laboratórios, para o uso clínico, na prática não se comprova nenhum benefício”, conclui.

Leia Também:  Fogo já destruiu 3,461 milhões de hectares do Pantanal

Na última semana, as buscas por “nitazoxanida preço” tiveram aumento de 60% no buscador. Uma caixa do medicamento (com seis comprimidos) pode ser encontrada em farmácias online por entre R$ 42 e R$ 60.

Outro termo relacionada ao vermífugo que teve aumento de 4.800% nas buscas foi por “novo remédio para coronavírus”. Neste caso, as principais sugestões do Google apontam justamente para notícias que falam sobre a pesquisa brasileira sobre nitazoxanida.

Além disso, por se tratar de um nome técnico complicado, o Google registrou um aumento repentino de pessoas que procuram por “nitazoxanida nome popular”.

Vale ressaltar, no entanto, que o pico no buscador por informações sobre o vermífugo continua sendo o mês de abril, quando o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, anunciou o início dos estudos com nitazoxanida contra a Covid-19.

Durante a apresentação na segunda-feira (19) sobre o remédio, o governo federal utilizou um gráfico pré-pronto, disponível no banco de imagens Shutterstock e que não tem base na pesquisa sobre a nitazoxanida.

Leia Também:  Reação inicial do corpo pode prever agravamento da Covid-19; pesquisador explica

No site Shutterstock, o vídeo com uma seta em um gráfico de fundo azul e com barras descendentes é vendido por um valor que varia entre US$ 65 e US$ 179 (o equivalente a entre R$ 364 e R$ 1.000, segundo a cotação atual do dólar), a depender da qualidade da imagem adquirida pelo cliente.

Resultados nitazoxanida - Gráfico Shutterstock

Ministério da Saúde utiliza gráfico retirado do banco de imagens em apresentação de resultado de testes de medicamentos para a Covid-19 – Foto: TV Brasil/Reprodução

Em vídeo gravado pela pasta após a apresentação, o ministro disse que o gráfico era apenas ilustrativo.

“A gente colocou um gráfico na apresentação de hoje, um gráfico obviamente só ilustrativo, sem números, só para demonstrar a queda. As pessoas perguntam: ‘Esses números são reais?’ Não, ainda não. Os dados reais, os números com todas as equações, com todos os dados estatísticos, vêm na sequência, depois que fizermos a publicação”, disse.

“Depois que tivermos a publicação dos dados científicos, para aqueles que gostam de matemática, de estatística, aquele negócio todo, a gente vai fazer uma apresentação detalhada, com todas as equações etc”, acrescentou Marcos Pontes.

Fonte: cnnbrasil.com.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA