GERAL

Bolsonaro e Tarcísio de Freitas visitam obras da BR-135, no Maranhão

Publicados

em


O presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, visitam hoje as obras de duplicação da BR-135, no Maranhão. Equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) acompanham a visita.

A obras para melhorar as condições de trafegabilidade na BR-135/MA, única via terrestre de entrada e saída da capital, São Luís, é uma das prioridades do governo federal. 

Além da duplicação, o DNIT realiza uma série de obras de recuperação da rodovia, entre a capital do estado e a cidade de Bacabeira.

Acompanhe ao vivo a transmissão

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia do Rio desarticula grupo que aplicava golpe da casa própria
Propaganda

GERAL

Bolsonaro cobra Estados e municípios por testes de covid-19 encalhados

Publicados

em

Sérgio Lima/Poder360 Presidente Jair Bolsonaro em cerimônia no Palácio do Planalto; respondeu a uma seguidora nesta 2ª feira sobre testes de covid-19

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 2ª feira (23.nov.2020) que o governo federal enviou os testes para diagnóstico de covid-19 que vencem em dezembro deste ano e janeiro de 2021 para os Estados e municípios. “Se algum Estado/município não utilizou, deve apresentar seus motivos”, disse a uma seguidora que o questionou em sua página oficial no Facebook.

No domingo (22.nov), o jornal O Estado de S. Paulo revelou que 7,1 milhões de exames estão armazenados e não foram enviados ao SUS. Desse total, 6,86 milhões de testes para diagnósticos de covid-19 (96%) podem ser descartados devido ao prazo de validade. Os testes foram comprados pelo Ministério da Saúde. O Poder360 procurou a pasta, que afirmou não ter informações disponíveis sobre o tema.

Bolsonaro disse à seguidora que “todo o material foi enviado para Estados e municípios”. Eis a resposta:

© Fornecido por Poder360

Na manha desta 2ª feira (23.nov), o vice-presidente Hamilton Mourão disse que não estava ciente do assunto e pediu aos jornalistas que procurassem o ministério para mais informações. “Não tenho o que declarar a respeito. Tem que ver lá com eles”, declarou no Palácio do Planalto.

Leia Também:  Covid: contato de menos de um minuto é suficiente para a contaminação

Os exames RT-PCR estão sendo armazenados pelo governo federal em Guarulhos, em São Paulo, e ainda não foram distribuídos para a rede pública. O Brasil pode acabar descartando mais exames do que já realizou até agora porque o SUS aplicou 5 milhões de testes desse tipo. O Ministério da Saúde investiu R$ 764,5 milhões em testes e as unidades que estão quase perdendo a validade custaram R$ 290 milhões.

A compra é realizada pelo governo federal e a distribuição é feita só com a demanda dos governadores e prefeitos. Por essa razão, a responsabilidade pelo prejuízo, se os testes vencerem sem serem usados, virou um jogo de empurra entre o ministério, Estados e municípios. Enquanto o governo federal afirma que sua parte se resume a comprar, os outros dizem que o material fornecido é incompleto por faltar capacidade para processamento das amostras.

Fonte: MSN Notícias

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA