GERAL

Semana da Mobilidade tem programação especial em São Paulo

Publicados

em


Estações, terminais e ciclovias da Grande São Paulo recebem uma série de atividades como parte da Semana da Mobilidade e do Dia Mundial Sem Carro. A programação, que ocorre durante toda a semana, é organizada por empresas ligadas à Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) e quer estimular as pessoas a experimentarem outras formas de se locomover e incentivar cuidados no trânsito.

A própria secretaria promove uma jornada de conhecimento de boas práticas de gestão, promovidas pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) e Metrô. Dos projetos inscritos, foram selecionados três que tiveram impacto na melhoria do serviço à população. Eles serão apresentados em painéis temáticos virtuais pela plataforma Zoom.

A Estação Luz da CPTM, no centro da capital paulista, recebe a exposição Educando para o Trânsito do Amanhã. Em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a mostra educativa tem as crianças como foco e busca conscientizar sobre regras, técnicas e métodos para prevenção de acidentes. A exposição é transmitida por meio de televisores e fica disponível até sábado (25).

Leia Também:  Pelé é internado em hospital de São Paulo após desmaiar

Nesta quarta-feira (22), a CPTM promove uma pedalada na Ciclovia Novo Rio Pinheiros em parceria com a Farah Service, empresa que administra a pista. O grupo sairá às 9h30 no acesso à ciclovia pela passarela da Estação Vila Olímpia, da Linha 9-Esmeralda.

No Dia Mundial Sem Carro, dia 22, a EMTU fará um evento com atividades educativas no Mirante do Parque Estadual Cândido Portinari. A proposta é incentivar um trânsito mais respeitoso e seguro. No mesmo dia será inaugurada a exposição de fotografias EMTU – Olhar Metropolitano. A mostra reúne fotos de 18 passageiros da rede de transporte intermunicipal que participaram de um concurso com 264 inscritos. 

A EMTU promoverá ainda ações educativas para passageiros nos terminais metropolitanos, com apresentações de esquetes teatrais. A Companhia Sopa de Comédia se apresentará nos dias 27, 28 e 29 no Terminal Metropolitano Diadema. Além disso, uma van itinerante do Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) fará trabalhos de conscientização e orientação em terminais de Guarulhos, Taboão e Campinas.

Na Estação Clínicas do Metrô, uma exposição vai mostrar ilustrações de adultos e crianças de várias partes do Brasil. Os desenhos fizeram parte de um concurso organizado pelo portal Mobilize Brasil. Os participantes deveriam responder à pergunta “Como fica a mobilidade depois da pandemia?”. A exposição fica em cartaz até 17 de outubro. No dia 22, serão exibidos vídeos nos trens e nas estações lembrando que o metrô é um meio de locomoção que tem uma taxa de poluição 20 vezes menor que um carro.

Leia Também:  Tremor de magnitude 5,9 é registrado no Acre

Nas linhas 4-Amarela e 5-Lilás, uma campanha, em parceria com o Instituto Alana e a organização Parents for Future, vai abordar os riscos da poluição para as crianças. As portas do trens foram adesivadas e vídeos serão veiculados nos monitores dos trens e estações. 

Durante toda a semana, na Ciclovia do Novo Rio Pinheiros, em parceria com as concessionárias que administram as linhas Amarela e Lilás, a Farah Service promoverá aulas de ginástica, zumba, recreação para crianças e degustação de café, entre outras atividades.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Finados: São Paulo espera 100 mil visitantes nos cemitérios da capital

Publicados

em


Pelo menos 100 mil pessoas devem visitar os 22 cemitérios da capital paulista no feriado de Finados, na próxima terça-feira (2), de acordo com as estimativas da prefeitura. Segundo o Serviço Funerário, o público deverá seguir os protocolos de prevenção à covid-19 para proteger a saúde dos visitantes e evitar aglomerações. Haverá medição de temperatura nas entradas das unidades, e serão disponibilizadas máscaras e álcool em gel em pontos estratégicos dos cemitérios. As unidades funcionarão das 7h às 18h e para evitar filas nos atendimentos e portões de entrada, o número de funcionários será reforçado.

Treze cemitérios terão celebrações religiosas: São Paulo (às 9h e às 15h), Santo Amaro (às 8h, 10h, 12h e 14h), São Luiz (às 10h), Penha (às 8h, 10h, 12h, 14h e 16h), Santana (às 8h, 10h, 12h e 15h), Campo Grande (às 15h), Dom Bosco (às 10h e às 15h), Nova Cachoeirinha (às 8h, 10h e 15h), Freguesia do Ó (às 11h), Vila Mariana (às 10h), Lapa (às 8h, 10h, 12h, 15h e 16h30), Tremembé (às 10h e às 15h), Itaquera (7h30, 10h30, 14h e 16h).

Leia Também:  Avião com 2 milhões de doses da vacina de Oxford chega ao Brasil

Trânsito

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito nas imediações dos cemitérios das 6h às 18h. Serão feitas montagens de bloqueios, alterações de sentido de circulação, orientação de trânsito, travessia de pedestres e mudanças voltadas a melhorar as condições de segurança viária, respeitando as características do entorno de cada cemitério, nas diversas regiões da cidade.

Nas proximidades dos cemitérios, serão colocados cavaletes e cones, faixas de pano com informações de orientação do trânsito, além de canalizações de vagas próximas aos portões de entrada para proporcionar maior fluidez ao tráfego de veículos e segurança na travessia e circulação dos pedestres.

Velórios

Segundo a prefeitura, os procedimentos adotados para a realização de velórios no período da pandemia continuam valendo. Nos casos de morte em decorrência da contaminação por covid-19, durante o período de transmissão – dentro dos 20 dias a contar da data de diagnóstico – permanece proibida a realização de velório. O funeral deverá acontecer com a urna fechada durante todo o tempo, sem qualquer contato com o corpo do falecido.

Leia Também:  Senador Randolfe teve banda cover de RPM e Paulo Ricardo elogia: "Arrasou"

Se transcorridos 20 dias ou mais do diagnóstico da doença, a informação deve ser devidamente atestada por Declaração Médica para que o velório, com a urna aberta, seja realizado pela família. O período máximo de duração para a cerimônia é de uma hora, seguindo todos os protocolos em virtude da pandemia.

O limite de participantes autorizados em cada cerimônia é de dez pessoas, respeitando o distanciamento mínimo de um metro, além do uso obrigatório de máscara facial de proteção. As cerimônias devem ocorrer em lugares ventilados, com a disponibilização de álcool 70% para higienização das mãos, água, sabonete líquido, papel-toalha, lenços de papel e lixeiras. O consumo de alimentos nas salas de cerimônia também é proibido.

Recomenda-se ainda que a presença de indivíduos do grupo de risco para agravamento da covid-19, bem como pessoas que apresentem sintomas de gripe ou resfriado, como tosse ou coriza, sejam evitadas.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA