Justiça

Advogado é preso após esquecer pendrive com pornografia infantil no Fórum de Santarém

Publicados

em

Imagem: direitonews

O advogado Marcelo Spínola Salgado, 61 anos, foi preso em flagrante na manhã desta terça-feira (15), no bairro Santíssimo, em Santarém, oeste do Pará, por armazenamento de pornografia infantil. As investigações que levaram à prisão do suspeito foram realizadas pelo NAI (Núcleo de Apoio à Investigação), sob o comando do delegado Silvio Birro e colaboração da delegada Milla Moura.

De acordo com a polícia, a investigação iniciou após o advogado esquecer um pendrive no Fórum de Justiça de Santarém. O dispositivo continha arquivos de pornografia infantil e foi encaminhado para a perícia.

A Justiça havia expedido mandado de busca e apreensão que foi cumprido na casa do suspeito, na manhã de hoje, onde a polícia encontrou mais material pornográfico.

“Há algum tempo atrás, esse advogado esqueceu um pendrive no Fórum e recolheram esse pendrive e quando abriram pra ver de quem era, encontraram muito conteúdo com pornografia infantil. Encaminharam esse pendrive para a delegacia, foi encaminhado para perícia, e o advogado foi ouvido pela polícia e esse inquérito foi fechado e encaminhado para a Justiça. A Promotoria pediu que fosse realizada uma busca e apreensão, nós realizamos na data de hoje e analisando com autorização judicial os computadores desse advogado, encontramos vasto material também”, relatou a delegada Milla Moura.
Como se trata de advogado, e o suspeito utilizava a residência também como escritório, a polícia solicitou que a OAB acompanhasse a busca e apreensão.

À delegada Milla Moura, durante depoimento na sede do NAI, após a prisão, o advogado confirmou que de fato armazenava pornografia infantil, mas que acha que não é crime por não ter compartilhado o conteúdo com ninguém. Mas de acordo com a delegada, está configurado o crime de armazenamento de pornografia infantil.

Leia Também:  Juíza que citou raça em sentença pode perder cargo e ter decisão anulada

O advogado ainda vai passar por audiência de custódia, onde será decidido pela Justiça se ele será encaminhado ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (Crashm), ou se responderá em liberdade.

Fonte: direitonews.com.br
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

JUSTIÇA

TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news

Publicados

em


.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, fez na noite deste sábado (26) um pronunciamento de rádio e TV sobre a campanha eleitoral, que começa neste domingo, e pediu que o eleitor “não abra mão da sua chance de fazer a diferença”. Barroso alertou o eleitor ainda sobre os cuidados por causa de dois “vírus”: a pandemia e as fake news (notícias falsas). 

“Há um outro vírus que ronda as eleições, capaz de comprometer não a saúde pública, mas a própria democracia. Trata-se das notícias falsas, das campanhas de desinformação e de difamação”, disse Barroso, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Vamos fazer uma campanha com debate público de qualidade, franco e robusto, mas com respeito e consideração pelas pessoas e por suas ideias, mesmo que diferentes das nossas”.

Conforme o presidente do TSE, a pandemia impõe cuidados especiais na campanha para a proteção de eleitores e de candidatos. Com base na informação colhida com especialistas, o TSE recomendou distanciamento social durante a campanha. 

Leia Também:  Justiça suspende liminares que impedem redução de mensalidade escolar

“A principal forma de transmissão da doença ocorre quando uma pessoa fala ou respira próxima da outra. Por essa razão, as recomendações mais importantes são: evitar aglomerações, manter distância mínima de 1 metro das outras pessoas e sempre utilizar máscara. Além disso, reuniões devem ser feitas em lugares abertos e deve-se evitar a distribuição de impressos. Sempre que possível lave as mãos ou utilize álcool gel após ter contato com alguém ou com algum objeto. Com esses cuidados, fica minimizado o risco de contaminação”, disse Barroso. 

Segundo o TSE, 148 milhões de eleitores estão habilitados a votar para prefeitos e vereadores em mais de cinco mil e quinhentas cidades em todo o país.

Edição: Bruna Saniele

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA