Pandemia

Fiocruz aponta agravamento da pandemia em Mato Grosso

Publicados

em

Jana Pessôa/Secom

Agravamento de casos, hospitais sobrecarregados, alta incidência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e crescimento de óbitos. Este cenário da pandemia em Mato Grosso não só lembra julho de 2020, como voltou a ser a realidade no estado. Nota técnica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicada na quarta-feira (3), chama atenção para a piora da pandemia.

Edição especial do boletim de observatório covid-19 da Fiocruz mostrou que, pela primeira vez desde o início da pandemia, verifica-se em todo o país o agravamento simultâneo de diversos indicadores, e Mato Grosso figura neste panorama.

De acordo com os dados do boletim, das 27 capitais do país, 20 estão com taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 para adultos em 80% ou mais. Cuiabá registrou ocupação de 85%, ficando em 17º lugar na lista. A capital mato-grossense ficou na frente de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, cidade com população maior.

Outro dado aponta que no dia 17 de julho de 2020, Mato Grosso se encontrava na zona crítica em taxa de ocupação de UTIs. Oito meses depois, o território mato-grossense voltou para a estaca zero e ficou novamente na zona vermelha, registrando 89% de ocupação de leitos.

Leia Também:  Sábado (06): Mato Grosso registra 260.760 casos e 5.993 óbitos

Nesta primeira semana de março, 19 estados – incluindo Mato Grosso – estão na zona vermelha. Os estados de São Paulo (74%), Minas Gerais (75%), Rio de Janeiro (63%), Espírito Santo 76%, Alagoas (72%), Paraíba (69% e Amapá (64%) estão na fase amarela, de atenção. Apenas Sergipe (59%) está com alerta baixo.

“Este crescimento rápido a partir de janeiro vem conformando o pior cenário no que se refere as taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos em vários estados e capitais que concentram a maior parte dos recursos de saúde e as maiores pressões populacionais e sanitárias que envolvem suas regiões metropolitanas”, diz trecho do documento.

fiocruz covid

Fonte: Gazeta Digital

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

DDoses das vacinas já estão disponíveis para retirada por Cuiabá e VG; Estado concluiu envio de remessas para o interior

Publicados

em

Doses já estão disponíveis para retirada - Foto por: Michel Alvim - SECOM/MT
Quantitativos foram definidos pela Resolução nº 27 da CIB, publicada na sexta-feira (16.04)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) já disponibilizou, na manhã deste sábado (17.04), as doses da última remessa de vacinas contra a Covid-19 para os municípios de Cuiabá e Várzea Grande. Os quantitativos foram definidos pela Resolução nº 27 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), publicada na sexta-feira (16.04).

Neste sábado, também foi iniciada e concluída a logística de distribuição aérea das vacinas para os 14 Escritórios Regionais de Saúde de Mato Grosso, de onde os municípios poderão agendar a retirada.

Até o momento, Cuiabá e Várzea Grande não agendaram a retirada das 17.670 e 6.350 doses, respectivamente, destinadas exclusivamente para estes municípios.

Fonte: Governo MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  NEM DEVERIA EXISTIR ESSE PROJETO DE LEI: Vacinação obrigatória da covid divide deputados na Assembleia Legislativa
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA