Saúde

Foram abertas 300 novas UTIs em seis meses no combate à pandemia em Mato Grosso

Publicados

em

Hospital Metropolitano em VG - Foto por: Christiano Antonucci
Ampliação de leitos contemplou 17 unidades hospitalares de 14 municípios do Estado, sendo possível por meio de parceria entre gestões estadual e municipais

O Governo de Mato Grosso ativou 300 novos leitos de Terapia Intensiva (UTI) em cerca seis meses. Coordenada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), a ação teve o intuito de interiorizar a assistência hospitalar e oferecer tratamento aos pacientes com Covid-19 em todo o estado.

A ampliação das UTIs contemplou 17 unidades hospitalares de 14 municípios do Estado, sendo possível por meio de parceria entre gestões estadual e municipais.

Desses 300 novos leitos, 163 são UTIs construídas ou contratualizadas exclusivamente pela gestão estadual e 137 foram abertas em parceria com os municípios, junto à contrapartida do estado no custeio e em equipamentos.

Apenas na estrutura da rede estadual de Saúde, o Governo investiu o valor de R$ 30 milhões na criação de leitos – intensivos e de enfermaria – para o tratamento da Covid-19.

Todas as ampliações realizadas nos Hospitais Regionais foram feitas em estruturas definitivas, ou seja, podem ser permanentes para o tratamento de outras doenças.

Leia Também:  MT registra 14ª morte por covid-19 e 420 casos confirmados

“É importante ressaltar que não se constrói leitos de UTI da noite para o dia, ainda mais em tempo de pandemia. Com essas ampliações, contemplamos muitos municípios e damos assistência aos pacientes que precisam da hospitalização também no interior do estado. Temos o compromisso de continuar trabalhando para que a Saúde funcione como ela deve funcionar”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A entrega dessas UTIs foi feita desde o início da pandemia, tendo a primeira abertura no Hospital Estadual Santa Casa, ainda no mês de maio. Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso dispõe de um total de 445 UTIs e 893 de enfermarias para tratamento de pacientes com coronavírus.

De acordo com a previsão feita pela SES, devem ser ativados nos próximos dias mais 21 leitos nos municípios de Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Governo finaliza adequação na Santa Casa para casos de coronavírus, com secretário Gilberto Figueiredo – Créditos: Christiano Antonucci

Metropolitano e Santa Casa

Leia Também:  FERROVIA: Em reunião com governador, empresa confirma investimentos em Mato Grosso

Atualmente, o Hospital Metropolitano é referência para o tratamento de pacientes diagnosticados com a Covid-19. A unidade é fruto da obra mais rápida da saúde estadual, finalizada em apenas 45 dias de trabalho, e que resultou na construção de 210 novos leitos.

A obra iniciada no dia 23 de março construiu 180 enfermarias e 30 UTIs. Agora, o hospital é uma das unidades com maior capacidade de atendimento do Estado, dispondo de 238 leitos clínico e 40 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento de pacientes.

O Governo do Estado ainda criou outros 70 leitos de UTI para Covid-19 no Hospital Estadual Santa Casa; a unidade hospitalar também conta com 65 vagas em enfermarias especificamente para o tratamento do coronavírus.

Fonte: Governo MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Menina de 10 anos é vítima de pedófilo amigo da família em Chapada dos Guimarães

Publicados

em

Marcus Vaillant

Pedófilo de 64 anos foi denunciado, acusado de estuprar uma menina de 10 anos, em Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá). “Seo Moreira”, como é conhecido, é amigo da família da vítima desde 2016. Ele já tem passagens pelo mesmo crime, sendo acusado de estuprar a própria enteada.

De acordo com as informações, a tia da vítima foi quem descobriu que os abusos ocorreram e contou para a mãe dela. Disse ainda para que ela conversasse com a filha, pois temia que ela tivesse sofrido mais coisas.

Para a mãe, a menina contou detalhes de como os abusos aconteceram. Segundo a menina, o agressor aproveitava momentos como, banho no rio, por exemplo, para cometer os abusos.

Ele colocava o pênis para fora da roupa e fazia contato com o corpo dela. Também beijava sua boca, além de pegá-la no colo para esfregar em seu corpo.

A denunciante acredita que os abusos acorram há 3 anos. O caso foi registrado na delegacia da cidade, onde a Polícia descobriu que há contra o agressor outros registros de estupro, um deles foi cometido contra a ex-enteada quando ela era menor.

Leia Também:  Governador acusa Emanuel de falsificar balanço de contas

O crime será investigado pela Polícia Civil. Como não há flagrante, o pedófilo não foi preso.

Fonte: Gazeta Digital

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA