MATO GROSSO

Mais de 2,2 mil vagas de emprego estão disponíveis nesta semana em Mato Grosso

Publicados

em


O Sistema Nacional de Emprego (Sine), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), divulga nessa semana 2.259 vagas de emprego disponíveis. As oportunidades estão espalhadas em diversas áreas nos 31 postos do Sine instalados em 28 municípios no Estado de Mato Grosso.

Em Cuiabá e Várzea Grande para o público em geral, são 378 oportunidades de emprego para as áreas de: operador eletromecânico, estoquista, funileiro montador, garçom, auxiliar de limpeza, administrador de banco de dados, eletricista e instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança. 

Somente para servente de obras e auxiliar de estoque estão disponíveis 42 e 38 vagas, respectivamente. Já para as Pessoas com Deficiência (PCDs) estão disponíveis 32 vagas, dentre elas: repositor de mercadorias, ajudante de carga e descarga de mercadoria, atendente de lojas, operador de vendas (lojas), lavador de ônibus e auxiliar de lavanderia.

No município de Sinop (a 477 km da capital) são 380 oportunidades disponíveis nas áreas de camareira de hotel, barbeiro, empacotador, monitor de transporte escolar, floricultor de plantas ornamentais, consultor de vendas, operador de máquinas agrícolas e oficial de manutenção predial. Vale destacar que estão disponíveis 58 vagas para pedreiros e 56 vagas para carpinteiro.

Leia Também:  Domingo (14): Mato Grosso registra 6.108 casos e 213 óbitos por Covid-19

Em Sorriso (a 416 km da capital) estão disponibilizadas 186 vagas, como: monitor infantil, recepcionista atendente, vendedor pracista, gesseiro, maquiador, auxiliar técnico de montagem, cozinheiro de restaurante, auxiliar administrativo. Destacam-se as vagas para auxiliar de laboratório de análises físico-químicas com 30 vagas. 

Para o município de Primavera do Leste (a 235 km da capital) são 179 oportunidades nas áreas de repositor em supermercados, técnico agrícola, farmacêutico, agente de pesquisa, atendente de farmácia (balconista), motorista de caminhão-tanque, trabalhador da avicultura de postura e costureira em geral. 

Já em Rondonópolis (a 216 km da capital) foram disponibilizadas 167 vagas, como: motoboy, azulejista, babá, aprendiz de mecânica de manutenção, engenheiro de irrigação e drenagem, analista contábil, colorista e instalador de som e acessórios de veículos. 

Outros municípios como Juara, Lucas do Rio Verde, Pontes e Lacerda, Campo Verde e Alto Araguaia somam 531 oportunidades nesta semana.

Segundo Simone Koelher, coordenadora do Sine MT, o intuito do órgão é promover a intermediação de trabalhadores com empregadores para o preenchimento das vagas de emprego. “Os atendentes do SINE buscam orientar os trabalhadores, durante o seu atendimento, no processo de colocação ou recolocação no mercado de trabalho, ressaltando sempre a importância de manter os dados atualizados junto ao SINE, além de reforçar sobre a importância da capacitação profissional.”

Leia Também:  Palmeiras se reapresenta e inicia ‘semana cheia’ de preparação visando Choque-Rei

Atendimento

Além do trabalho de intermediação de mão-de-obra, o Sine realiza serviço de habilitação do seguro desemprego, orientação para emissão de carteira de trabalho e previdência social. É preciso verificar na unidade a disponibilidade das vagas, que são ofertadas diariamente.

Os interessados podem comparecer aos postos de atendimento, portando documentos pessoais e comprovante de residência, facilitando os trâmites do atendimento. Procure os postos mais próximos de sua residência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Governador: “Muito mais que fazer história, estamos fazendo justiça ao nosso estado e a nossa gente”

Publicados

em


O governador Mauro Mendes afirmou que a vinda da 1ª Ferrovia Estadual de Mato Grosso é muito mais do que um momento histórico, pois traz “justiça ao nosso estado e a nossa gente”. 

A assinatura do contrato com a empresa Rumo Logística para a construção do modal ocorreu nesta segunda-feira (20.09), em Cuiabá. O ato também será realizado ainda hoje em Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. 

“Com a ferrovia, vão ganhar os mato-grossenses, as indústrias, as pessoas. Vai ganhar quem mais precisa de oportunidade, pois mais de 230 mil empregos diretos e indiretos deverão ser criados. Muito mais que fazer história, estamos fazendo justiça ao nosso estado e à nossa gente”, afirmou, durante o ato no Centro de Eventos do Pantanal. 

A ferrovia vai ligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá e Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e também vai se conectar à malha nacional, que chega ao Porto de Santos. 

De acordo com o governador, esse avanço logístico é mais uma alternativa importante e sustentável para o escoamento de grãos, cuja produção em Mato Grosso pode superar as 120 milhões de toneladas anuais até 2030. 

Leia Também:  Juiz de Mato Grosso fará palestra em evento nacional sobre Formação em Alternativas Penais

“Melhorando a logística, melhora o processo de desenvolvimento e crescimento do Estado. Sem a ferrovia, iríamos entupir todas as rodovias para atender a essa crescente demanda. Isso teria um prejuízo ambiental gigantesco, teríamos que duplicar as estradas… Já a ferrovia vai ter um impacto muito positivo, porque é uma opção com baixa emissão de carbono, ambientalmente sustentável”, pontuou. 

Para Mauro Mendes, o modal terá um impacto “enorme e positivo” na vida de milhares de mato-grossenses, pois vai impulsionar a indústria, o comércio comércio a geração de empregos. 

“A ferrovia se conecta ao Porto de Santos, principal polo industrial do país, e vai trazer insumos a Mato Grosso com menor custo de transporte. Poderemos trazer aço e matérias primas para a produção, por exemplo, a um custo muito menor. Além disso, será possível levar produtos do nosso mercado interno ao principal mercado de consumo, que é a região sudeste”, relatou. 

O governador ainda adiantou que os trilhos não só vão atrair novos investimentos, como já estão atraindo. 

“Essa obra vai tornar nossas indústrias mais competitivas. Lá em Lucas do Rio Verde, um grupo empresarial anunciou um investimentos privado superior a R$  bilhão, e esse anúncio foi acelerado por conta da ferrovia, pois é uma empresa da área do etanol e o custo do transporte do etanol, com a ferrovia, será muito mais barato”, ressaltou. 

Leia Também:  Filhos de Cid Moreira vão à delegacia nesta segunda-feira

A ferrovia

A construção da ferrovia prevê 730 quilômetros de linha férrea que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que vão se conectar à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP). O investimento estimado para implantação da ferrovia é de R$ 11,2 bilhões e a expectativa é de que o empreendimento promova a geração de 230 mil empregos diretos e indiretos.

A previsão é de que o trecho entre Rondonópolis e Cuiabá estará concluído e em funcionamento no ano de 2025; enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028.

Uma vez implantada a ferrovia, a Rumo S/A fica autorizada a explorar a ferrovia pelo prazo de 45 anos, sendo que a infraestrutura ferroviária poderá ser compartilhada pela empresa vencedora com outra empresa de transporte ferroviário que venha a prestar serviços no Estado.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA