Eleições Municipais 2020

Abílio acusa prima de Emanuel de usar servidores para pedir votos

Publicados

em

Reprodução

O vereador e candidato a prefeito de Cuiabá, Abílio Júnior (Pode) acusou a prima do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de usar servidores da Secretaria de Saúde para pedir votos. Segundo o candidato, a denúncia foi protocolada no Ministério Público Eleitoral (MPE).

Abílio e seu vice, Felipe Wellaton (Cidadania), realizaram uma live na tarde deste sábado (21). Ele apresentou um áudio, onde afirma que a mulher que dá ordem para servidores é a coordenadora da Saúde Primária, Miriam Pinheiro, que também é prima de Emanuel Pinheiro.

No áudio mostrado, a mulher pede que os servidores vão para a rua fazer panfletagem para o prefeito, inclusive os que estão de férias, pois “se aquele ganhar, é todo mundo na rua”.

O registro também mostra a mulher, que seria a prima do prefeito, afirmando que os servidores não cumprem horário e ninguém cobra e que agora “não tem desculpa” para não ir para a rua após às 18 horas, horário em que termina o expediente.

Outro lado
A assessoria jurídica do prefeito Emanuel Pinheiro informou que ainda não recebeu nenhuma ação sobre o caso denunciado por Abílio Júnior.

Leia Também:  Prefeito e secretário de Saúde lamentam a morte de duas pessoas por COVID-19 que estavam no hospital de referência do município

Fonte: Gazeta Digital

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NA CAPITAL

CÂMARA RENOVADA: Diego Guimarães vai concorrer à presidência da Câmara Municipal

Publicados

em

Internet

Diego Guimarães (Cidadania), o vereador mais votado da Capital e principal apoiador de Abílio Júnior (Pode) e Felipe Wellaton (Cidadania) na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, disse que vai buscar a presidência da Casa para “garantir a independência” do Legislativo municipal.

De acordo com ele, a renovação na Câmara e a votação expressiva de Abílio foram um recado do eleitor aos vereadores eleitos, de que a Câmara precisa ser independente e “mudar a imagem ruim que passa para a população”.

“Antes estávamos focados na eleição do Abílio, não planejava isso, mas com a vitória do atual prefeito, eu coloco meu nome na disputa, porque queremos representar os mais de 129 mil votos que Abilio recebeu dos cuiabanos e cuiabanas que não concordam com uma Câmara Municipal que é submissa ao Poder Executivo”, disse o vereador.

O parlamentar explica que deve conversar com todos os colegas, até os da base do prefeito, para explicar a importância de um parlamento atuante e que não apenas cumpre ordens da prefeitura. Ele, que já concorreu anteriormente e não obteve êxito, uma vez que a oposição era minoria dentro do parlamento, ressalta que a disputa deve ser pautada no fortalecimento e resgate da imagem do Legislativo Municipal.

Leia Também:  Secretaria Municipal de Saúde volta a convocar aprovados no seletivo

“Vou procurar cada um dos 24 vereadores para falar sobre essa necessidade de mudar como a Câmara é vista e a necessidade de ter um parlamento verdadeiramente independente. As urnas mostraram que aqueles que conduziram o parlamento nos últimos quatro anos, que fizeram o legislativo submisso foram reprovados. Nossa ideia é compor uma Mesa mais representativa possível com uma proposta de fortalecimento e resgate da imagem da Câmara Municipal”, concluiu o parlamentar.

da Redação

Apoio da Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA