NACIONAL

Advogado é flagrado xingando juíza ao compartilhar tela em julgamento virtual

Publicados

em


source
Advogado continuou compartilhando tela e exibiu conversa por acidente
Reprodução

Advogado continuou compartilhando tela e exibiu conversa por acidente

Um advogado foi flagrado xingando uma juíza no WhatsApp enquanto compartilhava a sua tela em um julgamento virtual. O deslize do profissional foi cometido quando ele exibia uma foto para ser utilizada como prova.

Ao fim de sua fala, a juíza Edinéia Carla Poganski, do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT-9) negou a inclusão da imagem no caso. Logo após essa negativa, Raphael Bueno mandou a mensagem para alguém da plataforma na web do WhatsApp. “Que filha da p***”, escreveu Bueno.

Ao ler a mensagem, a juíza questionou o que estava acontecendo. “Doutor, o que o senhor escreveu ali? O senhor escreveu ‘Que filha da p***’? Quem é filha da p***, doutor?”, perguntou a magistrada.

“Não! Não estou falando de Vossa Excelência, estou falando da situação”, respondeu o advogado, tentando se explicar. “Tá gravado na tela, foi gravado”, rebateu Poganski. “O senhor digitou”, completou ela.

Leia Também:  São Paulo deve avançar para fase verde de flexibilização em um mês, diz Gabbardo

Veja o momento do flagra:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

Covid-19 no Brasil é como “Chernobyl ou Fukushima”, diz Miguel Nicolelis

Publicados

em


source
 Covid-19 no Brasil é como
Reprodução/Wikimedia Commons

Covid-19 no Brasil é como “Chernobil ou Fukushima”, diz Miguel Nicolelis

Miguel Nicolelis , neurocientista e professor da Universidade de Duke, comparou a situação da pandemia de  covid-19 no Brasil a históricos acidentes nucleares como os ocorridos em 1986 em Chernobyl , na Ucrânia; e em 2011 em Fukushima , no Japão. As declarações foram realizadas em entrevista à BBC .

“Quando alguém me pede para traçar uma metáfora , digo que, para mim, é como Chernobyl ou Fukushima. Um reator nuclear, mas biológico , que está fora de controle numa reação em cadeia”, avalia Nicolelis.

O cientista argumenta que seu comparativo baseia-se em três pontos: “a falta de liderança governamental, a ignorância [do governo] e a confiança em notícias falsas junto ao negacionismo científico”.

Miguel pondera que esta situação não é culpa dos brasileiros, já que o povo deseja sair desta situação e é fundamental que o mundo entenda este ponto. Em sua avaliação, a principal causa para esta catástrofe é a falta de uma estratégia governamental clara e direcionada para o combate à pandemia. “[O presidente] fez campanha contra qualquer medida de isolamento social, se opôs as máscaras e negou a gravidade desde o início”.

Leia Também:  Padre Lancellotti critica reabertura das igrejas e diz que Justiça é "enviesada"

Você viu?

Ao falar sobre a saúde no Brasil, o professor argumenta que, embora o país apresente um bom sistema público, “o governo nunca aproveitou para financiá-lo e fortalecê-lo significativamente nesta crise”, e por consequência “estamos no meio de um colapso de saúde nacional, algo que nunca havia acontecido na história “.

Nicolelis avalia que esta “é a razão pela qual temos tantos casos e tantas mutações ocorrendo simultaneamente no Brasil”. A Fiocruz , em levantamento recente, declarou que foram detectadas 92 variantes da covid-19 em solo brasileiro , incluindo a P1.

Ainda segundo o cientista, “o mundo sofrerá as consequências” já que há “centenas de milhares de casos todos os dias, depois haverá novas variantes que surgirão e se espalharão pela América do Sul, América Latina e ao mundo todo dentro de semanas”.


A condução brasileira no combate a pandemia de covid-19 já deixou mais de 370 mil mortes em pouco mais de um ano. Hoje, o país representa 25% dos novos casos de óbitos mundiais.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA