NACIONAL

Ciclone causa frio até no Acre e possibilidade de neve no Sul; entenda

Publicados

em


source
Geada no Vale do Caminhos da Neve, em 15/04/2022 Santa Catarina, São Joaquim
Mycchel Legnaghi/ São Joaquim Online

Geada no Vale do Caminhos da Neve, em 15/04/2022 Santa Catarina, São Joaquim

Uma frente fria que se aproxima do Brasil vai derrubar as temperaturas em várias regiões . Nevoeiro, neblina, chuva congelada e temperaturas amenas ficam mais frequentes no mês de maio, principalmente, na próxima semana. Para o Sudeste e Centro-Oeste são esperadas geadas e ainda há possibilidade de neve para algumas regiões do Sul.

A onda de frio também chegará ao Norte do país. Apesar de mais fraca em relação ao Sul , será o suficiente para os acrianos tirarem o casaco do armário, pois as mínimas poderão chegar a 13ºC. De acordo com o Climatempo, o deslocamento da massa de ar polar vai coincidir com a passagem de um ciclone extratropical, que ficará estacionado no Oceano Atlântico por alguns dias.

Maio com neve

Segundo o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia, Franco Villela, o frio atípico vai trazer a possibilidade de neve, chuva congelada e geada. Há possibilidade de geadas em alguns pontos de São Paulo e no Mato Grosso do Sul. Ainda de acordo com Villela, as ondas de frio se espalharão entre o Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Há previsão de neve para municípios da Serra Gaúcha e algumas cidades da região central de Santa Catarina na terça-feira (17) e quarta-feira (18).

Leia Também:  Militar morre ao ser atingido no pescoço por linha de pipa com cerol

“A gente tem uma previsão a partir do domingo: começa resfriar bastante no Rio Grande do Sul e tem uma previsão com a probabilidade de neve, chuva congelada [ quando a água nasce como chuva e depois congela entre o percurso da formação até chegar na superfície] ou neve mesmo. A gente está prevendo terça a tarde e a quarta-feira nas serras do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina. Na quarta e quinta-feira probabilidade de geada ampla no Sul, Sudeste e no Centro Oeste , inclusive, chegando geada na quarta-feira no Mato Grosso do Sul. Alguns eventos de geadas pro norte de São Paulo, também estão previsto para quinta-feira.”

O fenômeno é resultado da fusão da massa de ar frio esperada para os gaúchos e catarinenses com a umidade gerada pelo ciclone no oceano.

Frio em SP

De acordo com meteorologista do Inmet, considera a possibilidade de temperaturas baixas, com mínimas em torno de 7 ° na capital paulista na próxima quinta.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram  e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

Augusto Aras diz que indulto a Silveira é constitucional

Publicados

em


source
Procurador-geral da República, Augusto Aras
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Procurador-geral da República, Augusto Aras


O procurador-geral da República Augusto Aras afirmou ao Supremo Tribunal Federal que o indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro ao  deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) para livrá-lo da condenação a oito anos de prisão é constitucional, mas não livra o parlamentar de se tornar inelegível.

No seu parecer, Aras escreveu que as prerrogativas envolvendo a concessão do indulto pelo presidente da República são “políticas” e não podem ser restringidas pelo Judiciário, desde que atenda aos critérios estabelecidos na Constituição.

“As ponderações envolvidas no exercício das prerrogativas presidenciais de indultar e de conceder graça são eminentemente políticas. Daí que o escrutínio judicial não abarca as composições e conjugações principiológicas ou valorativas realizadas pelo chefe de Estado, vale dizer, seu juízo político”.

Aras ainda opina que a concessão da graça a Daniel Silveira não o livra dos efeitos decorrentes da condenação, dentre eles a suspensão dos seus direitos políticos após o trânsito em julgado (esgotamento dos recursos).

“A graça e o indulto não eximem seus beneficiários de eventual responsabilização nas searas cível, administrativa, eleitoral ou nas demais esferas do direito em que possa repercutir a prática do fato delituoso”, escreveu.

Sobre um outro ponto questionado na ação movida por partidos políticos contra o decreto presidencial, o procurador-geral afirma que o benefício poderia ter sido concedido ao parlamentar mesmo antes do trânsito em julgado da sua ação, opinando pela legalidade do decreto.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA