POLÍCIA FEDERAL

PF prende duas pessoas em flagrante por estelionato contra o INSS

Publicados

em


Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal, em conjunto com o Núcleo de Inteligência Previdenciária e do Trabalho em Minas Gerais, prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (30/6), duas pessoas em Caeté/MG, após realizarem o saque de cerca de cinco mil e quinhentos reais de um benefício previdenciário fraudado.

Com os presos, foram encontrados e apreendidos diversos documentos de identidade falsos, três cartões de benefícios previdenciários fraudados e o veículo utilizado para a fuga. O modus operandi dos suspeitos consistia na criação de pessoas fictícias e envolvia a falsificação de certidões de nascimento, documentos de identidade, comprovantes de residência etc., com o objetivo de fraudar o INSS e obter benefícios de amparo ao idoso de baixa renda.

Os presos serão autuados pela prática do crime de estelionato qualificado em detrimento da Previdência Social em concurso de pessoas (art.171, §3º, cotejado com o art. 29, ambos do Código Penal), cuja pena pode chegar a seis anos e sete meses de reclusão.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com seu trabalho.

Leia Também:  PF identifica participantes do roubo ocorrido no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas, em 2018

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (31) 3330-5270

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF prende pessoa por compartilhamento e posse de material pornográfico envolvendo criança e adolescente

Publicados

em


São José dos Campos/SP – Hoje (19/1), a Polícia Federal prendeu um investigado em flagrante delito por compartilhamento e posse de material envolvendo criança e/ou adolescente pela Internet. Policiais federais deram cumprimento a mandado de busca e apreensão, expedido pela 2a Vara Federal de São José dos Campos, decorrente de investigação em andamento.

A Polícia Federal mantém acordo de cooperação técnica-investigativa com vários órgãos de vigilância contra os crimes de pedofilia praticados na rede mundial de computadores, dentre os quais, o National Center for Missing and Exploited children (NCMEC), responsável pela comunicação do compartilhamento de material contendo imagens com crianças e adolescentes em cenas de sexo explícito ou pornográfica.

O indivíduo poderá responder pelo crime de divulgação de pornografia infantojuvenil, cuja pena é de até seis anos de reclusão (art. 241-A, do ECA).

Comunicação Social da Polícia Federal em São José dos Campos

Contato: (12) 3202-7113

E-mail: [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PF investiga envolvimento de advogado em tentativa de fraude para aquisição de benefício previdenciário
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA