POLICIAL

Empresário que comprou fios de cobre furtados por adolescentes e crianças é preso em flagrante por receptação

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um empresário de 56 anos, que atua no ramo de compra e venda de sucatas, foi preso nesta sexta-feira (26) pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande pelo crime receptação.

Conforme a investigação da Derf, o empresário, que tem um estabelecimento no bairro Mapim, comprou 600 metros de fios de cobre, que foram furtados de uma residência situada na mesma localidade.

Na quinta-feira (25.11), quatro adolescentes e duas crianças de nove anos, escalaram até o telhado da residência da vítima, invadiram a casa e furtaram praticamente toda a fiação elétrica. Depois, foram a uma empresa de compra e venda de sucatas, situada no mesmo bairro, a duas ruas da casa da vítima, e venderam a fiação ao proprietário do comércio.

A vítima não havia registrado o boletim de ocorrência. Nesta sexta-feira, os adolescentes retornaram à residência e furtaram o restante da fiação e venderam para a mesma empresa.

Pela terceira vez, o grupo de adolescentes foi à casa para verificar se ainda havia mais algum produto que pudessem furtar, quando a vítima foi alertada por vizinhos e surpreendeu os adolescentes e as crianças no local, que tentaram fugir, mas foram impedidas.

Leia Também:  Ladrão rouba mulher e vende corrente a joalheria de VG; vídeo

A vítima acionou a equipe policial, que foi ao local e indagou aos adolescentes sobre a empresa para a qual venderam os produtos furtados. O grupo de menores de idade informou o estabelecimento e em diligências no local, os investigadores apreenderam parte do produto furtado e receptado pelo empresário.

Conforma informações da vítima, além do prejuízo com o material furtado (fiação, tomadas e lâmpadas), avaliados em três mil reais, ainda terá que arcar com o custo da mão-de-obra, orçado em cerca de R$ 1.200,00.

A delegada titular da Derf, Elaine Fernandes, observa que os índices de furtos de fios de cobre refletem a postura criminosa de alguns empresários que adquirem os produtos para a revenda, mesmo cientes de que são de origem ilícita.

“Pensam somente no lucro, não se preocupando com o impacto de sua conduta criminosa na sociedade. E esse caso é ainda mais grave, pois, o empresário adquiriu os fios de cobre das mãos de crianças e adolescentes, tendo pago um valor irrisório, de R$ 122,00, mesmo sabendo que o produto possui alto valor de mercado. E pela idade do conduzido, certamente já possui experiência suficiente para saber que crianças e adolescentes não teriam o consentimento de seus pais para terem acesso a todo esse material e, mais que isso, para efetuar a venda desse produto, ou seja, o empresário sabia que estava adquirindo produto de origem ilícita”.

Leia Também:  Jovem é pego com droga e lança-perfume no São Mateus

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende casal envolvido com distribuição de drogas em diversos bairros de Rondonópolis

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um casal envolvido com a distribuição de entorpecentes em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (24.01), durante trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de combate ao tráfico de drogas no município.

A ação resultou na apreensão de drogas, apetrechos relacionados ao tráfico e de um veículo utilizado na distribuição de entorpecentes. O suspeito, de 36 anos, e a sua esposa, de 24, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Nas investigações relacionadas ao comércio de entorpecentes em Rondonópolis, os policiais da Derf identificaram uma liderança de uma facção criminosa, que atuava na distribuição de drogas na região dos bairros Pedra 90, Vila Olinda, Parque Universitário, Jardim das Paineiras, Jardim Oásis, Tancredo Neves, Jardim Rui Barbosa e alguns bairros da Vila Salmen.

O suspeito seria o responsável pelos explosivos e detonadores apreendidos pela Polícia Militar em uma casa no Pedra 90, em ação realizada no dia 03 de janeiro. Segundo as informações, o material seria utilizado para fuga de presos no Presídio da Mata Grande.

Leia Também:  Polícias Civil e Rodoviária Federal apreendem carga de defensivos agrícolas em Confresa

Diante das informações e diligências na região, os policiais fizeram um relatório de investigação para solicitação de mandado de busca e apreensão na residência, que foi expedido pela 5ª Vara Criminal de Rondonópolis.

Os policiais continuavam monitorando o suspeito com o objetivo de aguardar o melhor momento para cumprimento do mandado. No sábado (22), os policiais flagraram o momento que o investigado pegou a Rodovia, recebendo informações de que ele iria para Campo Grande (MS) para buscar drogas para trazer para Rondonópolis.

O veículo que o suspeito acompanhava foi apreendido na cidade de Amambai (MS) no domingo (23) pela Polícia de Mato Grosso do Sul com aproximadamente 600 quilos de maconha e haxixe, fazendo com que o investigado retornasse para Rondonópolis, sem o entorpecente.

Diante dos fatos, os policiais decidiram dar cumprimento ao mandado de busca e apreensão nesta segunda-feira (24). Ao perceber a presença dos policiais, o suspeito tentou empreender fuga para os fundos da casa, mas foi surpreendido pelo cerco policial, porém conseguindo quebrar o aparelho celular, como mandam as regras da facção.

Leia Também:  Juíza não libera imóvel que herdeira comprou de ex-prefeito em MT

Em buscas na residência, foram apreendidos porções de maconha, balança de precisão, e faca com resquícios de drogas, além de anotações de grandes quantidades de drogas e dinheiro que ele movimenta na região, documentos e cartões. Durante os trabalhos, foi verificado que a esposa do suspeito também participava da contabilidade e organização da distribuição da droga.

O veículo Renault Sandeiro do suspeito, utilizado na distribuição de drogas, também foi apreendido, sendo encontrado em seu interior os comprovantes de pedágios da viagem que foi feita para buscar entorpecentes.

Diante das evidências, o casal foi conduzido à Derf Rondonópolis, onde após ser interrogado, foi lavrado o flagrante por crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA