POLICIAL

Golpista se passa por filha e faz idosa perder R$ 4,5 mil em MT

Publicados

em

 

Mais uma rápida investigação para apurar um estelionato cometido por meio eletrônico, conduzida pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), da Polícia Civil, resultou na recuperação dos valores subtraídos da vítima.

A ocorrência foi cometida contra uma idosa de 72 anos e moradora da zona rural do município de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá).

A filha da vítima compareceu nesta quarta-feira (06.04), na 1ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, para informar que sua mãe recebeu uma mensagem via WhatsApp, escrito a palavra “mãe” e pedindo ajuda para pagar um boleto.

Pensando que era um dos filhos, a vítima transferiu para conta bancária indicada pelo golpista, o valor de aproximadamente R$ 2 mil. Passado algumas horas, a vítima recebeu novamente outra mensagem pedindo mais dinheiro, e então depositou outra quantia no valor de R$ 2,5 mil.

Somente depois de fazer os dois pagamentos, a vítima entrou em contato com a filha e percebeu que havia caído em um golpe. A comunicante relatou que os seus pais, ambos idosos, são aposentados e o dinheiro era da poupança do casal para fins familiares.

Leia Também:  Acadepol abre inscrição para a primeira turma do Workshop de Comunicação Não Violenta

Diante dos fatos a DRCI foi acionada e imediatamente conseguiu fazer o bloqueio bancários dos valores subtraídos da idosa, através de parceria firmada com o setor antifraudes dos bancos.

As investigações continuam e os autores responderão pelo crime de fraude eletrônica, com pena de reclusão, de 4 a 8 anos, e multa, se a fraude é cometida com a utilização de informações fornecidas pela vítima ou por terceiro induzido a erro por meio de redes sociais, contatos telefônicos ou envio de correio eletrônico fraudulento, ou por qualquer outro meio fraudulento análogo.

Fonte: Folha Max

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil cumpre prisão contra autor de roubo de celulares em Nova Mutum

Publicados

em


Um jovem investigado pela prática de roubo a uma loja de aparelhos celulares em Nova Mutum (264 km ao norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (27.06), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

O suspeito de 19 anos teve a prisão preventiva expedida pela 3ª Vara Criminal da Comarca local, após ser identificado nas diligências da Derf para apurar o crime, ocorrido em um estabelecimento comercial, no dia 9 de junho.

Diante do mandado em aberto, os policiais civis localizaram o procurado em uma residência no bairro Residencial Santa Terezinha.

Em cumprimento a ordem judicial, ele foi conduzido pelos investigadores para a Derf de Nova Mutum. Após as providências cabíveis, o preso foi colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil recupera R$ 67 mil para vítima de golpe
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA