POLICIAL

Operação afasta secretário e cumpre buscas em residência e gabinete do prefeito de Rondonópolis

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso e Ministério Público Estadual desencadearam nesta quarta-feira (25.11), em Rondonópolis, a segunda fase da Operação Stop Loss, que investiga a ocorrência de superfaturamento e outras irregularidades na aquisição de materiais de consumo, com dispensa de licitação, para o combate à pandemia da Covid -19 pela prefeitura do município.

Os mandados judiciais são cumpridos pelas equipes da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) e grupo operacional do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco Criminal), com apoio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

As novas medidas cautelares foram requeridas pelo MPE, por meio do Naco, em conjunto com a Polícia Civil, à Turma de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

O desembargador Juvenal Pereira da Silva deferiu medida cautelar de afastamento do exercício da função do secretário de Administração de Rondonópolis, Leandro Junqueira Arduini, e mandados de buscas e apreensões nos endereços residenciais do secretário e do prefeito José Carlos Junqueira de Araújo, como também nos gabinetes dos respectivos alvos, na Prefeitura Municipal.

Leia Também:  Seminário on-line fala sobre crimes sexuais contra menores em época de pandemia

Na primeira fase da operação ‘Stop Loss’, realizada em junho deste ano, a partir de informações do Ministério Público de Contas os investigadores detectaram o superfaturamento em itens contratados na Dispensa de Licitação nº 38/2020 destinada à aquisição de materiais de limpeza, tendo como justificativa de urgência a pandemia da Covid-19, aquisição ratificada pelo chefe do Executivo municipal.

A segunda fase demonstra o acerto na execução da primeira etapa da operação, pois com novos elementos coletados, surgiu o provável envolvimento de mais um secretário da prefeitura, havendo indicativos da formação de uma estrutura criminosa instalada no Executivo municipal.

Com a deflagração desta nova fase, os investigadores pretendem coletar novas informações e robustecer, ainda mais, os elementos informativos para que haja o esclarecimento completo dos ilícitos praticados, com a devida responsabilização dos envolvidos.

 

 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende quatro traficantes com 47 porções de entorpecentes prontas para a venda

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT
 

Mais quatro traficantes foram presos pela Polícia Civil em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), na manhã desta terça-feira (26.01), durante trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

A ação resultou na apreensão de 47 porções de entorpecentes, entre maconha e cocaína, embaladas e prontas para venda, na quantia de R$ 550 em trocado, balanças de precisão, além de diversos materiais utilizados para o comércio ilícito.

Os quatro jovens, de 19 a 24 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, resistência e desobediência, após serem abordados em uma residência no bairro Vila Cardoso.

Os policiais civis realizavam diligências quando identificaram um imóvel com intenso fluxo de pessoas usuárias, bem como um entra e sai constante de suspeitos utilizando uma moto Honda de cor azul.

Com base nas suspeitas o endereço passou a ser monitorado e constatada a presença de um suspeito fazendo uso de tornozeleira eletrônica, junto com outros indivíduos os quais revezaram na utilização da motocicleta.

Leia Também:  Mulher é presa com plantas de maconha dentro de casa em Cuiabá

Nesta terça-feira (26) ao avistarem grande movimentação na casa, os policiais civis realizaram a abordagem de três pessoas no local que tentaram fugir, porém foram detidas.

Durante buscas foram localizadas diversos rolos de papel filme, uma porção de maconha escondida no telhado. No interior da residência os policiais civis apreenderam uma porção de cocaína, máquina de cartão de crédito, 46 porções de maconha, R$ 550 em dinheiro e outros objetos usados para a prática criminosa.

Em entrevista um dos suspeitos contou que estava morando no local há pouco tempo, pois havia fugido da cidade de Juscimeira para não ser preso pois teria furtado uma loja de eletrodoméstico naquele município.

Ele também informou que outro comparsa estava na rua com a motocicleta, mas que este estaria para chegar. Passado certo tempo, o quarto indivíduo chegou no local com a moto e ao ser abordado o mesmo jogou no chão uma mochila e saiu correndo a pé pelo bairro.

Mesmo pulando alguns muros das residências e tentando se esconder em uma delas, o rapaz foi contido no cerco policial. Na ocasião foi identificado que o suspeito era quem vinha cometendo o tráfico de drogas por meio do aplicativo “whatsapp”.

Leia Também:  Polícia Civil identifica casal de irmãos envolvidos em diversos furtos em Pedra Preta

Diante dos fatos, os quatro jovens foram encaminhados para a Derf-Rondonópolis junto com os produtos apreendidos, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito. Após a confecção dos autos os presos foram colocados à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA