POLICIAL

Polícias Civil e Militar cumprem prisão de autor de homicídio ocorrido em setembro em São José do Xingu

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de envolvimento no homicídio ocorrido no mês de setembro no município de São José do Xingu teve o mandado de prisão temporária cumprido, na sexta-feira (21.01), em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar.

Após troca de informações entre as Polícias Civil e Militar, o suspeito foi localizado em um distrito na zona rural de São Félix do Araguaia, onde teve a ordem de prisão cumprida.

O crime que vitimou Rogério da Conceição Silva, de 39 anos, ocorreu na manhã de 11 de setembro, quando os suspeitos foram até a residência da vítima e efetuaram vários disparos em sua direção. A vítima tentou correr dos suspeitos, porém não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Assim que a equipe da Delegacia de São José do Xingu foi acionada dos fatos iniciou as investigações, conseguindo durante as diligências, identificar três envolvidos no crime. Com base nos levantamentos, o delegado Bruno Gomes Borges representou pela prisão temporária dos suspeitos que foram deferidos pela Justiça.

Leia Também:  Três suspeitos de tráfico de drogas e roubos são presos em flagrante pela Polícia Civil

Na sexta-feira (21), após troca de informações entre a equipe da Delegacia de São José do Xingu e a Polícia Militar,  um dos autores do homicídio foi localizado em um distrito de São Félix do Araguaia.

Após ter a ordem de prisão cumprida, o suspeito foi conduzido à delegacia e após ser interrogado foi colocado à disposição da Justiça, aguardando o final das investigações e a possível conversão da prisão temporária em preventiva.

“As investigações apontam que o crime possivelmente está ligado a envolvimento com drogas e crime organizado. As diligências seguem em andamento para prender os outros dois envolvidos já identificados nas investigações”, disse o delegado. 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Três envolvidos em roubo a banco em Ribeirão Cascalheira tem mandados cumpridos em MT e Goiás

Publicados

em


A Polícia Civil de Mato Grosso prendeu nesta quarta-feira (25.05) três investigados por um roubo a banco ocorrido no município de Ribeirão Cascalheira, no ano passado. Os dois adultos e um adolescente tiveram os mandados de prisão preventiva e de apreensão cumpridos pelas equipes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

Um foi localizado na cidade de Mineiros, no sudoeste de Goiás e outros dois presos em Primavera do Leste. Os mandados de prisão e de apreensão foram decretados pelo juízo da Vara Única de Ribeirão Cascalheira.

A investigação conduzida pela GCCO identificou os dois responsáveis diretos pela execução do roubo, ocorrido na manhã de 16 de dezembro do ano passado. Os autores entraram armados na agência do Banco Bradesco, renderam funcionários e clientes sob violência e grave ameaça e fugiram levando dinheiro.

Uma equipe da GCCO se dirigiu ao município e realizou uma série de diligências investigativas para esclarecer a dinâmica do crime e identificar os autores.

Conforme a apuração, os criminosos utilizaram lentes de contato colorida, máscaras e outras vestimentas para dificultar o reconhecimento. Mesmo com a estratégia usada, os policiais civis conseguiram identifica-los, sendo um adulto de 29 anos e o adolescente,que à época tinha 17 anos. O terceiro envolvido, de 32 anos, foi responsável por guardar parte do dinheiro subtraído.

Leia Também:  Foragido por homicídio ocorrido há dez anos é localizado por policiais civis na região de Barra do Bugres

A prisão realizada em Goiás contou com apoio da Companhia de Policiamento Especializado da PM do município de Mineiros.

“Necessário ressaltar que o crime chocou a população da cidade, pois os autores aterrorizaram os funcionários e clientes durante a execução do roubo, com grave ameaça, agressões físicas e restrição da liberdade das vítimas”, destacou o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

A GCCO apurou que os três possuem antecedentes criminais que demonstram um vínculo anterior e entre eles para cometimento de delitos patrimoniais.

As investigações contaram com apoio das Delegacias de Ribeirão Cascalheira e de Querência e da Delegacia Regional de Primavera do Leste.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA