POLICIAL

Produtos e equipamentos furtados são recuperados e um suspeito é preso

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil do município de Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) recuperou diversos objetos provenientes de dois crimes de furtos, prendeu um dos suspeitos em flagrante e conduziu um idoso apontado como receptador.

A primeira ocorrência apurada pela equipe da Delegacia municipal iniciou após a comunicação do crime ocorrido na madrugada de sexta-feira (19.02), em uma casa comercial localizada no centro de Pontes e Lacerda.

A proprietária relatou que quando sua funcionária chegou para trabalhar na esmalteria percebeu que quase todos os objetos novos haviam sido furtados, além de uma quantia em dinheiro que estava no caixa do estabelecimento.

Conforme a vítima, foram levadas lixas elétricas de diferentes modelos, apoiadores de mãos, produtos para unhas, tapetes, pinças para sobrancelhas, diversas navalhas, pincéis, gel para tratamentos corporais e faciais, entre outros itens, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 3 mil.

Durante a investigação, os policiais civis recuperaram parte dos produtos furtados. As diligências continuam para outras providências visando à conclusão do inquérito policial instaurado.

Escritório furtado

Já na manhã de sábado (20.02) os investigadores do a efetuaram a prisão de dois homens e recuperaram um notebook, durante apuração sobre um furto ocorrido em um escritório.

Leia Também:  Operação Integrada resulta em três prisões em flagrante, 11 mandados de busca e apreensão de drogas

A fechadura da porta de vidro foi arrombada por um objeto, que serviu de alavanca para forçar a tranca. Do local foram levados um notebook, uma maleta para notebook e um HD externo..

Um suspeito (apontado como autor de outro furto ocorrido no dia 13 de fevereiro) foi autuado em flagrante por. O segundo envolvido, um idoso de 69 anos, responderá pelo crime de receptação.

Ambos foram descobertos após a equipe ter acesso às imagens de câmeras de monitoramento. Nas análises foram verificadas características físicas do autor do furto, que usava uma bicicleta.

Com a identificação, os policiais civis foram até a residência do suspeito de 19 anos, no bairro Jardim Morada da Serra, e o detiveram. O jovem confessou o furto e indicou o idoso como a pessoa responsável em receptar os objetos para depois revendê-los. 

Os investigadores foram até o outro endereço e localizaram o idoso com o notebook da vítima. Diante do flagrante, ele também foi conduzido para Delegacia de Polícia, interrogado e responderá por receptação.

 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Operação de combate à receptação de celulares prende 14 pessoas com aparelhos de origem ilícita

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Quatorze pessoas foram presas em flagrante durante operação da Polícia Civil deflagrada na sexta-feira (26.02) pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG),com objetivo de combater o crime de receptação de aparelhos celulares de origem ilícita,

A operação “Receptador” foi finalizada nesta segunda-feira (01.03), com o cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram na recuperação de 14 aparelhos celulares de diferentes marcas e modelos, todos de origem ilícita.

As ordens judiciais foram decretadas com base em investigações da Derf-VG que conseguiram identificar pessoas envolvidas com a receptação de celulares produtos de roubo/furto cometidos entre os meses de novembro de 2020 e janeiro de 2021.

Segundo a delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes da Silva, o trabalho operacional mostra a intensificação das diligências investigativas para combater o crime de receptação, responsável por fomentar os índices de roubo e furtos ocorridos na região metropolitana.

“O receptador é um criminoso covarde que financia a violência e por isso precisa ser fortemente combatido. O foco da operação é tentar minimizar o prejuízo das vítimas, que geralmente são abordadas a caminho do trabalho e tem o seu bem subtraído. Em muitos casos as vítimas ainda estão pagando as parcelas do aparelho que não poderão utilizar, ficando somente com o prejuízo”, disse.

Leia Também:  Operação Loki, do Distrito Federal, cumpre mandados no interior de MT

Crime e pena

O crime de receptação está previsto no artigo 180 do Código Penal Brasileiro (adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte. Pena de reclusão de 1 a 4 anos, e multa).

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA