Política

CAMPANHA 2022: Pinheiro defende nova gestão para MT: ‘Esse é um governo medíocre’

Publicados

em

Internet

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), voltou a falar sobre a possibilidade de se candidatar ao Governo do Estado em 2022, em confronto direto com o governador Mauro Mendes (DEM0, que deve tentar a reeleição. O prefeito voltou a repetir que “está nas mãos de Deus”, mas não poupou críticas à atual gestão estadual.

“Hoje nós não temos gestão, hoje nós temos um governo perdido, um governo medíocre, sem iniciativa, um governo especialista em obras inacabadas. Não consegue fazer, não consegue dialogar, não consegue construir. Quando eu falo isso, que não consegue construir, me refiro a obras físicas e a relações políticas também, relações humanas. Eu cito como exemplo a forma como é tratado o servidor público. Inaceitável. É um estado gerador de crise, não de resultados”, disparou o prefeito, em entrevista nesta sexta-feira (19).

Pinheiro já tem mantido conversa com outros prefeitos, a fim de saber a opinião deles sobre a gestão estadual e planejar um projeto alternativo, independente do nome a ser escolhido.

“O que eu defendo é um novo projeto. Um projeto alternativo, pelo momento econômico e social do Estado. Já estou conversando com alguns prefeitos das cidades-polo, tenho várias visitas agendadas. E todos são unânimes em dizer que o que está aí, está saturado. Eu coloco que o mais importante não é o nome de um candidato, mas ter um projeto alternativo de governo econômico e social para o estado de Mato Grosso, que hoje está perdido”, afirmou.

Leia Também:  CPI DOS FILANTRÓPICOS: Federação apoia CPI do Hcan e exige resposta sobre atrasos

Emanuel Pinheiro ainda criticou a atuação de Mauro Mendes quando era prefeito de Cuiabá e recebeu as obras da Copa do Mundo de 2014. Segundo ele, pela omissão do então prefeito, a Trincheira da Avenida Jurumirim, por exemplo, terá que ser refeita, com investimento de R$ 14 milhões que “irão para o ralo”.

“Vir dizer que a Trincheira da Jurumirim foi uma grande obra do governo… se ele tivesse cuidado como prefeito na época, se tivesse aplicado como nós estamos fazendo hoje, não precisaria hoje estar jogando mais R$ 14 milhões no ralo, por omissão da gestão da capital da época”, alfinetou.

Para concluir, afirma que a gestão de Mendes significa frustração e que o futuro governador terá muito o que “corrigir”.

“Essa gestão é mais do mesmo. O que eu sinto da população cuiabana e o que tenho conversado com prefeitos do interior, é frustração. Falta de diálogo, falta de perspectiva. Ninguém acredita mais. Já deu o que tinha que dar. Vai ter que pegar o próximo gestor e fazer o que ele não fez, e ainda corrigir o que ele fez”.

Leia Também:  Botelho reivindica e Rosário recebe veículo adaptado para transporte de pacientes

Fonte: Unicanews

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

ALMT suspende atividades presenciais em razão do aumento de casos de Covid-19

Publicados

em


Devido ao aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso foram suspensas a partir desta quinta-feira (25), retornando o expediente no dia 5 de março. A Resolução Administrativa nº 010/2021, contendo a determinação, foi publicada na noite desta quarta-feira (24) e atende à recomendação feita pela Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social.

No período, serão mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o funcionamento administrativo do Parlamento Estadual. Sessões plenárias ordinárias e extraordinárias, reuniões da Mesa Diretora, das Lideranças e das Comissões Permanentes e Temporárias ficam suspensas. 

Caso haja convocação para realização de sessão plenária durante a vigência da suspensão das atividades e eventuais prorrogações, essas serão realizadas de forma virtual, através do Sistema de Deliberação Remota instituído pela Resolução nº 6.719/2020, utilizando da plataforma digital (https://zoom.us/) ou equivalente.

O acesso à Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso será permitido aos seguintes setores: Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças; Secretaria de Administração e Patrimônio; Secretaria Parlamentar da Mesa Diretora; Secretaria de Tecnologia da Informação; Secretaria de Serviços Legislativos; Secretaria de Gestão de Pessoas; Secretaria Geral; Coordenadoria Militar; Mesa Diretora; Qualivida; Procuradoria-Geral e Gabinetes.

Leia Também:  Acordo estabelece indenização de R$ 100 mil a familiares de vítima

Os secretários e chefes dos setores deverão remeter à Coordenadoria Militar relação nominal única dos servidores, indicando as atividades essenciais a serem desenvolvidas, devendo a autorização de ingresso nas dependências da ALMT ser submetida à autorização formal da Mesa Diretora.

Durante a suspensão das atividades, serão adotadas medidas para evitar a propagação interna da Covid-19, como intensificação da limpeza, desinfecção e sanitização de superfícies nas dependências da ALMT, especialmente banheiros, elevadores, corrimões e maçanetas. Serão adotadas ainda providências visando à renovação da circulação de ar nas dependências da ALMT, com a abertura periódica de janelas em locais com uso de ar-condicionado.

Não havendo prorrogação da suspensão, as atividades presenciais serão retomadas mantendo o expediente em horário excepcional, das 08h às 14h, em regime de escala de servidores, sendo o acesso às dependências do Parlamento restrito aos servidores constantes na escala e demais situações autorizadas pela Coordenadoria Militar da Assembleia Legislativa.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA