POLÍTICA MT

Opositora descarta apoiar processo contra EP: “não contem comigo para esse golpe”

Publicados

em

 

A vereadora Edna Sampaio (PT), que faz oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara de Cuiabá, questionou o afastamento do chefe do Executivo após a deflagração da operação “Capistrum”, do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco-Criminal), que investiga a contratação de 259 servidores por indicações políticas e irregularidades no pagamento do Prêmio Saúde. As declarações foram dadas durante a sessão ordinária desta quinta-feira (21).

Segundo Edna, a prática também foi adotada em outras gestões e apoiada por vereadores, mas nenhum prefeito foi penalizado. “Eu não vou perder a oportunidade de dizer aqui que a improbidade administrativa feita pelo prefeito de Cuiabá é a mesma feita pelo governo Wilson Santos, que alguns vereadores aqui apoiaram e, inclusive, fizeram parte como seu secretariado. Nesta ação do judiciário sequer é citado o governo Mauro Mendes, que durante quatro anos governou utilizando do mesmo expediente que o governo Emanuel Pinheiro tem utilizado”, argumentou Edna.

A vereadora ainda afirmou que os parlamentares de oposição que se aproveitaram da situação para articular a cassação de seu mandato teriam “moralidade seletiva” e avaliou um possível processo contra o gestor como “golpe”. Não contem comigo para esse golpismo, para esse terceiro turno das eleições. Eu não quero defender o Governo Emanuel Pinheiro e não defendo. Porém, não contem comigo para subtração da democracia com terceiro turno, com tapetão. E eu quero saber porque é que o governador também não está sendo acionado pelo Ministério Público e pela Justiça pelas mesmas práticas que estão sendo instituídas em Cuiabá. O remédio não chega lá na ponta porque as mesmas empresas são contratadas em Cuiabá e no Governo do Estado. Vocês querem indicar uma moralidade que não existe. Porque a moralidade não pode ser seletiva”, concluiu.

Leia Também:  Delegado Claudinei destina emenda e levanta demandas em São Pedro da Cipa

Edna, porém, criticou o expediente de indicações políticas para cargos que devem ser preenchidos por servidores comissionados. Inclusive, cobra a divulgação dos vereadores que fazem as indicações ao Executivo.

“Eu quero saber quais são os vereadores que estão burlando a contratação no esquema da saúde pública que vem acontecendo em sucessivos governos no município de Cuiabá e no Estado de Mato Grosso que há 20 anos não realiza concurso público para servidores da saúde. Onde estão aqueles que têm pervertido a administração pública, fazendo indicações políticas onde deveria estar funcionários de carreira. Eu não vou fazer aqui um discurso seletivo sobre corrupção”, acrescentou a parlamentar.

 

Fonte: Folha Max

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Deputado Thiago Silva defende correção da tabela salarial dos servidores do Detran

Publicados

em


Deputado Thiago reúne com servidores do Detran

Foto: HENRIQUE COSTA PIMENTA BRAGA

O deputado estadual Thiago (MDB) Silva reforçou sua cobrança, durante a sessão legislativa de quarta-feira (24), para que o governo do estado possa fazer a correção da tabela salarial para os servidores do Detran-MT.

“Hoje os servidores da autarquia estão com o salário defasado em comparação a carreiras semelhantes no quadro do governo de Mato Grosso”, de acordo com o deputado, e por isso vem cobrando insistentemente que o governo priorize o reajuste salarial para a categoria que presta serviço direto com a população.

“Recebemos, em nosso gabinete na Assembleia e em Rondonópolis, os servidores do Detran solicitando a intermediação junto ao governo para que possa ter o entendimento de corrigir o salário dos servidores, que  encontra-se defasado. Precisamos priorizar a valorização dos servidor e é o nosso dever ser porta-voz desses profissionais que tão bem servem nosso Estado”, disse o deputado Thiago.

“Continuaremos em busca da construção do entendimento para a correção dessa defasagem salarial que sofremos nos nossos salários e fortalecendo essa luta”, disseram os servidores do Detran.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá convoca aprovados do Processo Seletivo para várias funções

Thiago Silva recebeu os representantes do Sindicato dos Servidores do Detran também na quarta-feira, em Rondonópolis, que apresentaram a defasagem na tabela salarial. O deputado informou que irá se reunir, na próxima semana, em Cuiabá, com representantes do governo para que uma solução possa ser definida.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA