POLÍTICA MT

Parcerias com municípios contribuirão para o desenvolvimento do Araguaia com obras da FICO

Publicados

em


Foto: Diogo Palomares / Assessoria de Gabinete

Representando a Assembleia Legislativa de Mato Grosso na cerimônia nacional, em Mara Rosa (GO), que marcou o início das obras da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO), na última sexta-feira (17), o deputado estadual Dr. Eugênio de Paiva (PSB) comemorou a vitória histórica para a região Araguaia, estreitando ainda mais as parcerias com os gestores que serão responsáveis em preparar cada município do Vale do Araguaia para o progresso sobre trilhos.

A expectativa é de que a nova linha férrea de 383 quilômetros de extensão, que ligará o município de Mara Rosa, em Goiás, a Água Boa, em Mato Grosso, possibilite a criação de 4,6 mil postos de trabalho, atraindo milhares de moradores para a região com a consolidação deste sonhado corredor logístico integrado à Ferrovia Norte e Sul.

O projeto da FICO foi viabilizado com base no mecanismo de investimento cruzado, que permite que empresas detentoras de outorgas ferroviárias do governo federal possam renovar o contrato fazendo outros investimentos. 

De acordo com o ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, a mineradora Vale vai desembolsar integralmente os recursos para construir a nova ferrovia, em troca da renovação da concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas, operada pela empresa.

“É o começo de um corredor logístico que integrará o Brasil de leste a oeste, se integrando à Ferrovia Norte-Sul e gerando 4,6 mil postos de trabalho. Mais uma ferrovia para a conta. São R$ 30 bi contratados em concessões, nenhum governo fez mais. E que venham mais R$ 80 bilhões com as 14 primeiras autorizações ferroviárias”, prospectou o ministro.

Leia Também:  Licitação de R$ 549 mi para materiais na Seduc é contestada na Justiça

Na oportunidade, os prefeitos do Araguaia, Dr. Mariano Kolankiewicz Filho (MDB), de Água Boa, e Marcio Aguiar (PSB), popularmente conhecido como Baco, de Cocalinho, reiteraram a importância dos trabalhos desenvolvidos pelo deputado Dr. Eugênio a favor da região.

“O deputado estadual Dr. Eugênio tem feito um excelente trabalho frente às demandas da região Araguaia. Sabemos que com a vinda da ferrovia o desafio vai ser imenso e com o apoio do Governo do Estado e do nosso deputado do Araguaia ampliaremos os investimentos em infraestrutura, habitação e saúde, entre outras áreas direta e indiretamente afetadas com a chegada da FICO”, chancelou Mariano, exemplificando a parceria com o Dr. Eugênio para ampliação do Hospital Regional de Água Boa e criação do Centro de Hemodiálise que atenderá todo Médio Araguaia.

Para o prefeito de Cocalinho, município que já vivencia o progresso com as adiantadas obras para construção da maior ponte de concreto de Mato Grosso (com 484 metros de extensão, ligando a Nova Nazaré), a região Araguaia vivencia um momento histórico com representantes comprometidos, exclusivamente, com os interesses da região.

Leia Também:  EP ironiza obras lançadas por MM e não crê em 5 mil pontes em MT

“Faz toda a diferença termos um deputado estadual como o Dr. Eugênio, com história, ficha limpa e conhecimento de causa para atuar a favor da região Araguaia. Podemos dormir tranquilos quando ele faz um compromisso com a região, pois sabemos que compromisso assumido será sempre cumprido em benefício da coletividade. E deste modo, seguiremos trabalhando para preparar a nossa região para estas e outras obras que já estão transformando a realidade local”, pontuou Baco.

Alinhado com o governo do estado, Dr. Eugênio tem articulado e acompanhado de perto todas as demandas da região e de, de forma única, tem dedicado não somente a atenção como 100% das emendas parlamentares para o Araguaia.

“Nosso Vale do Araguaia vive hoje um momento histórico. Diferentemente de outras épocas em que chegamos até a sermos conhecidos como Vale dos Esquecidos, hoje somos vistos e valorizados com cerca de 30% das obras do governo do estado na nossa região. Nada mais do que justo, uma vez que somos uma das regiões que mais produz, mesmo em condições adversas. Imaginem quando as obras de infraestrutura estiverem concluídas e pudermos, de fato, produzir em condições de igualdade. Ninguém segura mais o Vale da Prosperidade”, exclamou Dr. Eugênio, o deputado do Araguaia.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Lúdio Cabral faz representação à PGJ para anular edital de seleção de interinos da Educação que exclui pessoas do grupo de risco

Publicados

em


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) prepara uma representação ao procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, para anular o processo seletivo lançado na quarta-feira (27) pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para contratação de professores e funcionários interinos nas escolas estaduais de Mato Grosso. Lúdio destacou diversas irregularidades no edital de seleção e solicita que o Ministério Público Estadual (MPE) acione o governador Mauro Mendes (DEM) e o secretário de Educação, Alan Porto, para suspender o edital.

“Olha a irresponsabilidade do governo de Mato Grosso: o edital é copiado integralmente de um seletivo do Espírito Santo. E outra maldade: o edital prevê que pessoas do grupo de risco não poderão ser contratadas. É um absurdo o que estão fazendo nesse processo seletivo. Prossegue a política de terra arrasada na educação pública em Mato Grosso, conduzida por esse governo que terá como marca o fechamento de escolas”, disse Lúdio.

O deputado destacou ainda que há centenas de classificados no último concurso público da Educação que não foram nomeados. “Não faz sentido abrir processo seletivo com concurso em vigência, com centenas de trabalhadores na fila aguardando nomeação desde 2017, inclusive muitos profissionais que já atuam como interinos. É absolutamente possível nomear todos do cadastro de reserva, todos os habilitados, e ainda abrir seleção de interinos por contagem de pontos sem custo nenhum”, afirmou Lúdio.

Leia Também:  Deputado compra "maminha figueira" e pede ressarcimento aos cofres públicos

O processo seletivo lançado pela Seduc na quarta-feira altera o formato de contratação de profissionais da Educação interinos que é feito há décadas em Mato Grosso, por meio do sistema de contagem de pontos.

“A Seduc contratou uma empresa privada sem licitação para realizar o processo seletivo de contratação de trabalhadores interinos na Educação, com cobrança de inscrição, ao custo de milhões de reais. Não tem sentido essa mudança em algo que sempre foi feito a custo zero, pela própria Seduc e pelas escolas, por meio do processo de contagem de pontos. Os trabalhadores interinos não são contratados temporariamente, são força de trabalho permanente nas escolas estaduais porque a maioria deles estão há mais de 10 anos trabalhando”, destacou Lúdio.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA