POLÍTICA MT

Ulysses Moraes apura maus-tratos contra gatos em Cuiabá

Publicados

em


Foto: Fernanda Trindade

Na terça-feira (4), o deputado Ulysses Moraes (PSL) realizou uma fiscalização de maus-tratos contra animais em Cuiabá. No final da tarde chegou uma denúncia pelo contato do disque-denúncia de que gatos estavam sofrendo maus-tratos em uma casa na capital mato-grossense.

“Saímos, então, imediatamente do gabinete e fomos ao local verificar essa situação. Infelizmente, um senhor muito desrespeitoso tentou barrar a nossa fiscalização, mas após a chegada do efetivo da polícia do Batalhão Ambiental conseguimos ver o interior da construção”, disse Moraes.

Os protetores de animais Marlon Figueiredo, Ariella Jordão e Hyla Fabiana estiveram com o parlamentar e com os policiais ambientais verificando essa situação, mas misteriosamente os gatos sumiram do local. “O nosso trabalho continua, estamos firmes na causa animal e lutando contra os maus-tratos”, destacou o deputado.

Vale destacar que, depois de pedidos de ajuda das organizações não-governamentais (ONGs) animais, o deputado criou uma plataforma para fiscalizar essas denúncias e fazer uma interlocução com os órgãos competentes.

Leia Também:  Mato Grosso recebe 111.240 doses de vacina contra a Covid-19 neste sábado (31)

O canal de atendimento do disque-denúncia animal é via telefone (65) 99967-8310 ou também através do endereço eletrônico https://ulyssesmoraes.com.br/resgateanimal/.

“Mesmo com a existência desses canais de atendimento, em casos urgentes, as pessoas podem comunicar também à Polícia Militar pelo 190. Continuamos na defesa dos nossos animais”, finalizou Ulysses Moraes.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

CST dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias realiza reunião nesta segunda

Publicados

em


Foto: Ronaldo Mazza

A Câmara Setorial Temática (CST) dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE) realizou reunião na tarde desta segunda-feira (20) com objetivo de ouvir o representante do Conselho Nacional de Técnicos em Agentes Comunitários de Saúde (Contacs), Sergio Gutemberg. 

O secretário nacional de comunicação do conselho, Sergio Gutemberg, participou do encontro de forma remota e elogiou as ações do Parlamento estadual em defesa das categorias. Entre as iniciativas está a oferta do curso gratuito de formação profissional Técnico em Agente Comunitário de Saúde, com ênfase em Combate a Endemias. A capacitação é feita por meio da Escola do Legislativo, com execução do Instituto Brasil Adentro (IBA) e parceria do governo do estado e atende mais de 1200 ACSs e  ACEs, que possuem ensino médio completo e atuam no estado. 

“A ALMT está de parabéns e cria um marco na história ao oferecer um curso técnico de alta qualidade. Acompanho de perto esse curso, que é o melhor do país. O instituto responsável é muito bem preparado e qualificado. Mato Grosso é um estado pioneiro ao oferecer uma formação técnica pública”, avaliou Sergio Gutemberg. 

Leia Também:  Deputado alvo do Gaeco descarta entregar liderança do Governo

Para o relator da CST, Carlos Eduardo Santos, o reconhecimento do curso pelo Contacs foi alcançado tirando dúvidas em relação à validade da formação que, segundo ele, já foi reconhecida pelo Ministério da Educação e Ministério da Saúde. “Nós já solicitamos à Mesa Diretora a continuação desse projeto para o ano que vem, com abertura de inscrições no fim do ano e início das aulas em fevereiro, como foi neste ano. Vimos que há uma demanda reprimida de três mil agentes que não conseguiram se inscrever [por falta de vagas] e por isso acredito que o curso deve ser oferecido novamente, uma vez aprovada a prestação de contas”, adiantou.

O presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias do estado (Sintrace/MT), Wilson Cutas, lembrou ainda que a ALMT criou frente parlamentar em defesa das categorias, além da CST. 

O representante do Conselho Nacional de Técnicos em Agentes de Saúde, Sergio Gutemberg, também disse na reunião que as categorias de ACSs e ACEs devem ser incluídas na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), em que são especificadas e identificadas todas as ocupações do mercado de trabalho do país. “Há nota técnica favorável à criação das duas categorias. Até novembro, o Ministério do Trabalho deve ter os estudos prontos”, afirmou Gutemberg. Além de terem a atuação profissional reconhecido pelo governo federal, os agentes com curso técnico também poderão ter ganhos salariais, de acordo com Carlos Eduardo Santos. 

Leia Também:  PF cumpre 12 mandados de prisão contra acusados de tráfico

O relator da CST ainda defende a criação de um conselho regional de Técnicos em Agentes Comunitários de Saúde em Mato Grosso. “Não adianta termos só o nacional e não termos essa representatividade aqui para passar para esse futuro técnico que vai ter uma contribuição, uma anuidade e a legalidade de representação dele”, argumentou.

A próxima reunião da CST deve ser marcada em outubro e a previsão de entrega do relatório final é para maio de 2022. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA