TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Plano de 100 dias: Escritórios de Projeto e de Processo são unificados

Publicados

em

 

Com o objetivo de melhorar a rotina de trabalho das unidades judiciais, otimizar a prestação jurisdicional, reduzir o tempo de tramitação de uma ação, e consequentemente baixar o estoque dos processos nas Comarcas, a Coordenadoria de Planejamento (Coplan) está realizando a unificação do Escritório de Projetos com o Escritório de Processos, dando origem ao novo Escritório de Gestão Estratégica.
 
A unificação das duas unidades de área estratégica do Poder Judiciário faz parte do Plano de 100 dias da Gestão 2021/2022, da desembargadora Maria Helena Póvoas, e atende a diretriz de priorizar o Primeiro Grau, onde o cidadão aporta com suas demandas, esperando a solução de seus problemas em um tempo razoável.
 
O coordenador da Coplan, Afonso Maciel, explica que o Escritório de Projetos nasceu em 2012, por exigência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com objetivo de profissionalizar o serviço público, ao promover o fortalecimento da governança e realizar o alinhamento da estratégia organizacional.
 
Já o Escritório de Processos foi criado em 2017 e vem atuando nos três níveis da organização (estratégico, tático e operacional), planejando ações e apoiando a execução dentro das diversas unidades, proporcionando a otimização desses passos, economizando tempo e ganhando produtividade.
 
Um exemplo do bom resultado alcançado com a adoção dessas estratégias é a evolução conquistada pelo TJMT com a “Taxa de Congestionamento”, registrada no relatório Justiça em Números do CNJ. O Judiciário mato-grossense que já foi o penúltimo colocado no ranking nacional, no ano passado apresentou a melhor taxa de congestionamento bruta dos 11 anos da série histórica (2009-2019), ficando em segundo lugar dentre os 10 Tribunais de Justiça estaduais de médio porte, atrás apenas do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios.
 
“Ao longo dos anos o TJMT vem amadurecendo o acompanhamento de projetos com foco na melhoria dos resultados das ações da instituição e a entrega eficiente dos serviços à população. E justamente por isso a Justiça estadual tem sido referência para outros órgãos estaduais e nacionais”, acredita Maciel. “Antes cada escritório trabalhava de forma independente, agora a instituição já tem a maturidade organizacional e pode dar um passo a mais, otimizar o máximo possível a metodologia de gestão de processos, utilizando as melhores práticas de metodologia ágil, com foco na transformação do negócio nos próximos seis anos”, planeja o coordenador da Coplan.
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Empresas devem se cadastrar nos sistemas de processo eletrônico
Propaganda

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Casal consegue divórcio por videoconferência durante Expedição Araguaia em Novo Santo Antônio

Publicados

em


Na próxima segunda-feira (1º de março), às 10h, será empossada a nova diretoria da Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis–MT) e também o Conselho Consultivo. O evento será realizado por videoconferência e voltado para o público interno.
 
Na ocasião, a desembargadora diretora-geral da gestão 2019/2020, Maria Erotides Kneip, dará posse ao diretor-geral do biênio 2021/2022, desembargador Marcos Machado. Também serão nomeados a vice-diretora, desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, além do Conselho Consultivo composto pelos desembargadores Márcio Vidal, Luiz Ferreira da Silva, Maria Erotides Kneip, Antônia Siqueira Gonçalves e Mário Roberto Kono de Oliveira.
 
A Esmagis é o órgão de formação e aperfeiçoamento de magistrados do Poder Judiciário de Mato Grosso, ela é responsável pela realização de cursos de atualização e capacitação continuada. Tanto o diretor-geral, o vice-diretor e os membros do Conselho Consultivo, são magistrados escolhidos pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, recaindo a escolha sobre magistrados de notório saber e de reconhecida experiência acadêmica.
 
Leia mais sobre a Esmagis.
 
 
 
 
 
 
Keila Maressa
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Vara da Família em Sinop passa a realizar audiências de conciliação por videoconferência
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA