VÁRZEA GRANDE MT

Ação da A3P visa reduzir o consumo de copos descartáveis na Administração Municipal

Publicados

em

 

.

 

31/07/2020    5

O Projeto A3P – Agenda Ambiental na Administração Pública entra em uma nova fase de alcance de metas na prefeitura de Várzea Grande. Depois de concretizar a coleta e a reciclagem correta de papeis utilizados no dia-a-dia dos servidores, chegou a vez de avançar no trabalho de conscientização e sensibilização e tratar de forma correta dos copos descartáveis. A partir de agora os utensílios compostos por polipropileno PP serão descartados em coletores específicos a esse fim, direto para a reciclagem. Os copos deixam de ir para o lixo comum, e assim como os papeis, terão acondicionamento exclusivo e coleta quinzenal realizada por catadores.

O projeto tem como objetivo e meta reaproveitar, repensar, reduzir e reaproveitar materiais que possam ser reciclados. O projeto A3P é uma estratégia para construção de uma nova cultura institucional inserindo critérios sócio-ambientais na administração pública, visando sempre a conscientização ambiental.

O trabalho que vem sendo desenvolvido há três anos no âmbito da administração pública pelas secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável e de Administração, incentiva o uso do copo individual, que pode ser lavado e reutilizado, porém, a oferta de copos descartáveis ainda é necessária, mesmo com as compras sendo feitas de forma mais consciente. “Sempre digo que é um trabalho de formiguinha, feito diariamente e com resultados lentos, porque mexe com o comportamento das pessoas e seus hábitos. Por isso a educação ambiental tem de ser continua e realizada no ‘corpo a corpo’, um por um”, explica a subsecretaria de Meio Ambiente e coordenadora do Projeto, Viviane Souza Nascimento.

Leia Também:  Várzea Grande inicia a entrega de obras no valor de R$ 15 milhões

Todo o trabalho acerca da A3P tem envolvido as secretarias municipais, juntamente com a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Asmat), cooperativa que venceu chamamento público 01/2018 e que realiza todo o trabalho de coleta com custo zero para o município de Várzea Grande.

A associação Asmat irá passar as segundas–feiras, quinzenalmente, nas secretarias para fazer as coletas dos papéis e agora dos copos descartáveis. Cada secretaria vai ser contemplada com caixas para que os copos possam ser estocados, após o uso, e recolhidos pelos catadores para destinação ambientalmente adequada.

“Nosso objetivo é tornar rotina a gestão ambiental na administração pública, por meio do reaproveitamento de materiais recicláveis e da promoção de consumo consciente e da necessidade em se reduzir os gastos com materiais de expediente e dos recursos naturais como também a energia e a água. Estamos continuamente promovendo a educação ambiental e ampliando a logística de recolhimento e destinação dos materiais juntos às secretarias e autarquias”, explica a secretária municipal de Meio Ambiente, Helen Farias Ferreira.

Como pontua a secretária de Administração, Daniela Assis, a Administração Pública é uma grande consumidora e usuária de recursos naturais e tem papel estratégico na promoção e indicação de novos padrões de consumo e por isso deve ser exemplo na redução de impactos socioambientais e negativos gerados pela atividade pública.

Leia Também:  Várzea Grande e Univag se unem para atender especialidades médicas

O projeto A3P faz parte de uma política de governo, adotado desde 2017 pela prefeita Lucimar Sacre de Campos. O decreto nº 43, de 1º de junho de 2017, dispõe sobre a adesão ao programa do Ministério do Meio Ambiente, constituição de Comissão Municipal e nomeação de membros, e dá outras providências. “O programa do Ministério do Meio Ambiente foi criado como resposta da administração pública à necessidade de enfrentamento das graves questões ambientais. É preciso pensar em como gastar menos energia para manter as instalações públicas, a redução de gastos de matérias recicláveis e não recicláveis, gerando o mínimo de rejeitos ao planeta, além de desenvolver políticas públicas voltadas à aquisição de produtos e serviços que causem menos danos ao meio ambiente e que busquem a sustentabilidade na administração pública”, completa Helen.

 

Por: Marianna Peres – Secom/VG

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VÁRZEA GRANDE MT

Várzea Grande abre a partir de amanhã (4) novas inscrições para o Residencial Santa Bárbara

Publicados

em

 

.

 

03/08/2020    3

A Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo inicia amanhã, dia 04 de agosto, novas inscrições on-line para aproximadamente 400 unidades habitacionais no Residencial Santa Bárbara.  As inscrições serão feitas até o dia 13 de agosto, somente através do site oficial de Várzea Grande, no endereço www.varzeagrande.mt.gov.br na aba VGHABITA.

Para se inscrever é necessário ter atualizado o Número de Inscrição Social (NIS) e o cadastro junto a uma das cinco unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no município.

“Estamos entregando as  unidades do Residencial Santa Bárbara, ( dos já selecionados para o Residencial Colinas Verdejantes) entrega esta que está sendo feita paulatinamente devido à pandemia. Agora faremos essa inscrição para futuro sorteio das demais unidades, que somam 400”, lembrou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo José Roberto Amaral de Castro Pinto.

O Residencial Santa Bárbara integra o programa Minha Casa, Minha Vida e atende aos critérios do programa habitacional de interesse social do Governo Federal. “A Prefeitura trabalha para atender a população em áreas de risco, aposentados, mães de famílias e demais pessoas em situação de vulnerabilidade social e das pessoas que mais necessitam”, explica.

Leia Também:  Serviços Públicos reforça ações de fiscalização e limpeza de ruas e avenidas

“O procedimento de inscrição é simples”, afirma o secretário. Basta acessar o site da Prefeitura, por meio da aba VGHABITA no topo do site e seguir o passo a passo. “Os usuários devem preencher corretamente os dados solicitados no formulário lembrando que esses dados precisam conferir com os do NIS e do CRAS”, ressalta.

No total, o processo é compreendido por fases que são inscrição, análise documental, estudo social, sorteio pela loteria da Caixa Econômica Federal e a fase de contemplação, onde acontecem os sorteios dos endereços e chamamento da Caixa Econômica Federal para assinatura do contrato.

“Todas essas fases poderão ser acompanhadas on-line pela sociedade. As famílias só podem ser consideradas contempladas após a assinatura do contrato com a mantenedora do programa que é a Caixa Econômica Federal. Antes disso, elas estão somente inscritas e posteriormente habilitadas à próxima etapa – caso passem da primeira fase. É valido esclarecer que as listas de todas as fases serão públicas, critério este de transparência. Mas isso não significa que já estão contempladas. Essas listas são somente indicativas de que as famílias estão aprovadas para a próxima parte do processo”, pontua o gestor.

Leia Também:  Governo e prefeitura de Várzea Grande alinham ações para frear avanço do coronavírus

José Roberto Amaral de Castro Pinto lembra que não haverá inscrições presenciais devido à pandemia da Covid-19. As dúvidas serão sanadas pelo telefone (65) 98429-2851, que também atenderá pelo WhatsApp.

 

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA