VÁRZEA GRANDE MT

Oficinas de empreendedorismo e inovação serão ofertadas para alunos  Escola em Tempo Ampliado – ETA

Publicados

em


A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel) vai implantar na rede municipal de ensino, o programa que vai trabalhar com alunos do Escola em Tempo Ampliado (ETA) as questões sobre empreendedorismo e inovação. Trata-se do programa Jovem Inova+, que será desenvolvido em parceria com a InovaMT – Rede de Inovação Mato Grosso.

O objetivo do programa é criar um espaço onde o jovem possa conhecer e exercitar atitudes empreendedoras, com temas relacionados ao mundo profissional inovador e sustentável, de modo a potencializar o desenvolvimento de competências na construção do futuro. “Serão oficinas baseadas em atividades vivenciais, principalmente para que os alunos desenvolvam competências e comportamentos, pois tanto o empreendedorismo quanto a inovação dependem do comportamento e da atitude da pessoa”, ressalta Patrícia Seixas, técnica responsável pelo programa INOVA+.

O secretário Silvio Fidelis explica que, este ano, o programa será implantado em uma escola piloto para trabalhar com alunos do 5º ao 9º ano, mas a ideia é levar para outras unidades do ETA a partir do ano que vem. “Este é um programa que vai trabalhar as habilidades, competências e criatividade das crianças e adolescentes, ou seja, uma preparação para o futuro. O programa vem ao encontro do que já é trabalhado com o ETA”.

Leia Também:  Membros do Conselho de Recursos Fiscais da Gestão Fazendária tomam posse 

A presidente da InovaMT, Lecticia de Figueiredo Oliveira, que também é superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Secretaria de Estado de Ciências, Tecnologia e Inovação (Seciteci), explica que o programa vai funcionar de forma presencial e não presencial com carga horária total de 25 horas. “Ele será organizado em quatro encontros em formato de oficinas com atividades práticas e exposição dialogada. O programa será finalizado com apresentações dos projetos e resultados”, enfatiza.

O tema do primeiro encontro será “Ambiente de negócios e trabalho”. Nele serão apresentadas, por meio de palestras, as principais transformações ocorridas nos ambientes de negócio e trabalho e novas habilidades profissionais exigidas – soft skill.

O segundo encontro será “Descobrindo e reconhecendo competências estratégicas para o futuro”. Nesse encontro, que será presencial com atividades vivenciais e exposição dialogada, será realizado um autodiagnóstico das novas competências, identificação de pontos de melhoria e planejamento do desenvolvimento de competências.

O terceiro encontro terá como tema “Redescobrir a criatividade e descobrir a inovação”. A finalidade desse encontro será resgatar a criatividade de cada participante, entendendo que ela é a base para a inovação; destacar soft skills envolvidas nos processos criativos; e desmistificar o conceito de inovação e compreender o processo de geração de inovação. Nesse encontro, a temática será apresentada em uma sessão de cinema, com o filme “O menino que descobriu o vento”.

Leia Também:  Escola Superior de Contas inicia aulas da 2ª turma da capacitação sobre Novo Código de Processo Civil

O quarto e último encontro terá o tema “Design de futuro”. Aqui os alunos vão participar de atividades em grupo, ampliando as ferramentas de design thiking (pensamento crítico e criativo) com a construção de projetos de solução para desafios da comunidade escolar ou de seu entorno.

A ideia é mostrar que com a realidade de cada um e no ambiente em que está é possível criar inovação. “A partir da experiência e da realidade de cada um, a gente vai propor a eles que construam um projeto de inovação para a sua comunidade ou para a escola. Com isso faremos a culminância deste projeto com exposição e workshop para comunidade escolar”, destaca Lecticia de Figueiredo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VÁRZEA GRANDE MT

Kalil acompanha instalação de novas bombas e adutora de água

Publicados

em


A instalação de uma nova bomba de captação de água bruta e a implantação de uma nova adutora para captação e tratamento de água que fornecerá o líquido para a nova Estação de Tratamento de Água – ETA Grande Cristo Rei que será inaugurada em outubro próximo, foram acompanhadas pelo prefeito Kalil Baracat neste sábado e domingo. Ele assegurou ainda que durante os próximos anos vai manter o nível de investimentos elevado em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

Kalil Baracat reafirmou convicção de que ainda em 2021 já haverá significativa melhora no abastecimento de água em toda Várzea Grande, mas que é necessário se manter investimentos para fazer frente a demanda que é sempre crescente.

Em 2021, estão sendo investidos R$ 100 milhões em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário entre recursos próprios, recursos federais e estaduais, além da iniciativa privada através de TAC – Termo de Ajustamento de Conduta.

“Administramos uma cidade que cresce uma média de 7% ao ano, fora isto, a própria dinâmica com a abertura de novos bairros, condomínios e empresas acaba ampliando a necessidade de consumo de água e a produção de esgoto que necessitam ter uma destinação”, frisou Kalil Baracat que está constantemente em contato com o Governo do Estado e as bancadas Federal e Estadual em busca de apoio para as obras que se demonstram necessárias, mas garantiu foco na questão do abastecimento.

“Tenho compromisso durante o meu mandato de resolver essa questão, lembrando que a estiagem afeta todas as cidades do Brasil e do Mundo e isto torna a falta de água uma das principais prioridades de nossa gestão”, disse o chefe do Executivo que disse compreender a angústias da população, mas que está trabalhando para mudar essa realidade.

Leia Também:  TJ condena vereador em MT por ser bancário ao mesmo tempo em cidade a 1,2 mil quilômetros

Kalil Baracat alertou para a existência de pessoas visando as eleições do ano que vem que prometem soluções miraculosas para a falta de água, o que será resolvido pela sua gestão com investimentos e uso de tecnologia avançada como a nova ETA Grande Cristo Rei. “Enquanto alguns nos criticam, nós trabalhamos e vamos resolver este problema da falta de água e do esgoto sanitário”, disse ele.

“Para que as pessoas compreendam temos hoje a capacidade de captar, tratar de produzir, mesmo que de forma precária, por causa de equipamentos antigos com fadiga de material, 700 litros de água por segundo ou 60,480 milhões de litros por dia. Com as obras das nova ETA Cristo Rei que tem capacidade de produzir 320 litros por segundo ou 27,640 milhões de litros dias; mais a ETA Chapéu do Sol que será construída em parceria com o Governo do Estado de 250 litros por segundo ou 21,6 milhões de litros dias e a ETA Bonsucesso que será elevada de 5 litros por segundo para 150 litros por segundo e produzir 12,960 milhões de litros por dia teremos um total de 62,208 milhões de litros dias. Vamos mais que dobrar a nossa capacidade de produção de água”, explicou Kalil Baracat.

Ele pontuou ainda que existem outras duas ETAs que estão sendo concluídas pela iniciativa privada em Termos de Ajustamento de Conduta – TACs assinados com a Prefeitura de Várzea Grande o Ministério Público que passarão à gestão do DAE/VG após concluídas e que reforçarão o sistema de toda a cidade.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cada pessoa tem que ter entre 100 litros até 130 litros/dia por pessoa dependendo do clima do país e após as obras Várzea Grande disponibilizará mais de 220 litros dias por pessoa.

Leia Também:  Combate ao trabalho infantil rende premiação a professores e alunos de VG

Com a entrada em funcionamento da ETA Grande Cristo Rei, o atual sistema terá uma folga da ordem de 180 a 200 litros por segundo ou 17,280 milhões de litros por dia que são captados e tratados na ETA Avenida Governador Júlio Campos e reforçarão o abastecimento da região Central de Várzea Grande e de outras partes da cidade.

“Como os bairros do Grande Cristo Rei passarão ter água diretamente captada e tratada na região, haverá sobra para outras regiões. Assim também vai acontecer com as obras da ETA Chapéu do Sol e da ETA Bonsucesso que são obras que deverão estar em pleno funcionamento no primeiro semestre de 2022, o que nos permite a certeza de que a estiagem do próximo ano terá impactos bem menores para a população de Várzea Grande”, frisou o prefeito.

Ele lembrou que essas obras das novas ETAs deverão ser acompanhadas por outras medidas como novas redes de distribuição, combate ao desperdício e aos desvios e os investimentos como já acontecem nos atuais sistemas, para trocas de bombas e equipamentos.

“Temos que ter em mente que são ações conjuntas e que precisam contar com a participação popular, pois 60% de tudo que se capta, trata e distribui se perde por uma série de motivos, o que é um absurdo, pois a perda de hoje representará mais dificuldades no amanhã, portanto, precisamos agora da compreensão das pessoas de que estamos empenhados e dedicados em resolver este problema, mas que eles também devem fazer sua parte para que Várzea Grande melhores de forma significativa”, frisou Kalil Baracat.  

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA