VÁRZEA GRANDE MT

“Sextou vacina VG” atinge 6.200 pessoas e prefeito reafirma vacinação de jovens

Publicados

em


Várzea Grande vacinou mais de 11 mil pessoas entre sexta-feira, sábado e domingo. Somente na sexta-feira, 10 de setembro, quando se iniciou o Programa ‘Sextou Vacina VG’ foram vacinadas 6.200 pessoas em 16 horas ininterruptas de atividades no Ginásio do Fiotão, o que representa dizer que foram vacinadas 387 pessoas por hora ou 6 pessoas por minuto, em uma grande frente de imunização da segunda maior cidade de Mato Grosso.

“Nosso papel está em ofertar vacinas, mas dependemos do Governo Federal promover a entrega dos imunizantes necessários. Sempre deixei claro que temos capacidade para vacinar até 10 mil pessoas por dia, mas para isto é necessária toda uma logística que envolve pessoal, estrutura e principalmente a participação popular e Várzea Grande e sua gente tem demonstrado interesse em vacinar e responsabilidade com as medidas sanitárias para evitar a propagação da COVID-19”, frisou o prefeito Kalil Baracat que acompanha de perto as ações da Secretaria Municipal de Saúde na busca da imunização de toda a população.

Leia Também:  PL que proíbe nomeação de pessoas condenadas por violência doméstica é aprovado pela Câmara

O prefeito reforçou que Várzea Grande deve ainda nesta semana iniciar a vacinação de jovens de 12 a 17 anos com comorbidades; de 15 a 17 sem comorbidades e de 12 a 14 anos sem comorbidades, seguindo este pré-cadastro para avançar ainda mais na imunização de sua população e asseverou que todos os passos dados pela campanha de vacinação contra a COVID-19 estão atingindo resultados além do esperado graças a esforço e comprometimento de cada um dos profissionais da área de saúde que permaneceram unidos e determinados por 16 horas ininterruptas para demonstrar que temos capacidade e condições de avançar ainda mais na batalha contra a pandemia.

O titular da Secretaria de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, foi mais longe ao lembrar que Várzea Grande já aplicou mais de 245 mil vacinas desde janeiro deste ano quando se iniciou de forma tímida a imunização das pessoas e que sofreu muitas intercorrências e definições de prioridades.

“Sempre trabalhamos sob a ótica do prefeito Kalil Baracat de que toda a população deveria ser vacinada, mesmo o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, inicialmente não adotando essa teoria, que agora está sendo debatida e aplicada”, frisou Gonçalo Barros, lembrando que Várzea Grande chegou a formalizar pedido de aquisição de vacinas quando não havia regularidade na entrega das doses centralizada pelo Ministério da Saúde.

Leia Também:  Prefeitura de Várzea Grande lamenta morte da servidora Joenice Alves nesta manhã

Gonçalo Barros reafirmou as diversas etapas colocadas em prática por Várzea Grande como o ‘Resgate Cidadão’, ‘Corujão’, ‘Corujinha’, ‘Plantão da 2ª Dose’ e mais recentemente a ‘Sextou Vacina VG’. “Vamos continuar avançando e atendendo a população como determinou o prefeito Kalil Baracat e com certeza os resultados estão sendo sentido por todos com baixa ocupação de leitos, redução de vítimas entre outros números que se demonstram animadores. Agora estes números não podem e não devem servir para que as pessoas deixem de seguir as regras do distanciamento social, do uso de máscaras e outros meios higiênicos primordiais para se vencer a COVID-19”, assinalou Gonçalo Barros.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VÁRZEA GRANDE MT

Kalil acompanha instalação de novas bombas e adutora de água

Publicados

em


A instalação de uma nova bomba de captação de água bruta e a implantação de uma nova adutora para captação e tratamento de água que fornecerá o líquido para a nova Estação de Tratamento de Água – ETA Grande Cristo Rei que será inaugurada em outubro próximo, foram acompanhadas pelo prefeito Kalil Baracat neste sábado e domingo. Ele assegurou ainda que durante os próximos anos vai manter o nível de investimentos elevado em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

Kalil Baracat reafirmou convicção de que ainda em 2021 já haverá significativa melhora no abastecimento de água em toda Várzea Grande, mas que é necessário se manter investimentos para fazer frente a demanda que é sempre crescente.

Em 2021, estão sendo investidos R$ 100 milhões em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário entre recursos próprios, recursos federais e estaduais, além da iniciativa privada através de TAC – Termo de Ajustamento de Conduta.

“Administramos uma cidade que cresce uma média de 7% ao ano, fora isto, a própria dinâmica com a abertura de novos bairros, condomínios e empresas acaba ampliando a necessidade de consumo de água e a produção de esgoto que necessitam ter uma destinação”, frisou Kalil Baracat que está constantemente em contato com o Governo do Estado e as bancadas Federal e Estadual em busca de apoio para as obras que se demonstram necessárias, mas garantiu foco na questão do abastecimento.

“Tenho compromisso durante o meu mandato de resolver essa questão, lembrando que a estiagem afeta todas as cidades do Brasil e do Mundo e isto torna a falta de água uma das principais prioridades de nossa gestão”, disse o chefe do Executivo que disse compreender a angústias da população, mas que está trabalhando para mudar essa realidade.

Leia Também:  Palestra sobre violência contra a mulher é proferida para comunidade escolar

Kalil Baracat alertou para a existência de pessoas visando as eleições do ano que vem que prometem soluções miraculosas para a falta de água, o que será resolvido pela sua gestão com investimentos e uso de tecnologia avançada como a nova ETA Grande Cristo Rei. “Enquanto alguns nos criticam, nós trabalhamos e vamos resolver este problema da falta de água e do esgoto sanitário”, disse ele.

“Para que as pessoas compreendam temos hoje a capacidade de captar, tratar de produzir, mesmo que de forma precária, por causa de equipamentos antigos com fadiga de material, 700 litros de água por segundo ou 60,480 milhões de litros por dia. Com as obras das nova ETA Cristo Rei que tem capacidade de produzir 320 litros por segundo ou 27,640 milhões de litros dias; mais a ETA Chapéu do Sol que será construída em parceria com o Governo do Estado de 250 litros por segundo ou 21,6 milhões de litros dias e a ETA Bonsucesso que será elevada de 5 litros por segundo para 150 litros por segundo e produzir 12,960 milhões de litros por dia teremos um total de 62,208 milhões de litros dias. Vamos mais que dobrar a nossa capacidade de produção de água”, explicou Kalil Baracat.

Ele pontuou ainda que existem outras duas ETAs que estão sendo concluídas pela iniciativa privada em Termos de Ajustamento de Conduta – TACs assinados com a Prefeitura de Várzea Grande o Ministério Público que passarão à gestão do DAE/VG após concluídas e que reforçarão o sistema de toda a cidade.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cada pessoa tem que ter entre 100 litros até 130 litros/dia por pessoa dependendo do clima do país e após as obras Várzea Grande disponibilizará mais de 220 litros dias por pessoa.

Leia Também:  Caixa anuncia concurso específico para pessoas com deficiência

Com a entrada em funcionamento da ETA Grande Cristo Rei, o atual sistema terá uma folga da ordem de 180 a 200 litros por segundo ou 17,280 milhões de litros por dia que são captados e tratados na ETA Avenida Governador Júlio Campos e reforçarão o abastecimento da região Central de Várzea Grande e de outras partes da cidade.

“Como os bairros do Grande Cristo Rei passarão ter água diretamente captada e tratada na região, haverá sobra para outras regiões. Assim também vai acontecer com as obras da ETA Chapéu do Sol e da ETA Bonsucesso que são obras que deverão estar em pleno funcionamento no primeiro semestre de 2022, o que nos permite a certeza de que a estiagem do próximo ano terá impactos bem menores para a população de Várzea Grande”, frisou o prefeito.

Ele lembrou que essas obras das novas ETAs deverão ser acompanhadas por outras medidas como novas redes de distribuição, combate ao desperdício e aos desvios e os investimentos como já acontecem nos atuais sistemas, para trocas de bombas e equipamentos.

“Temos que ter em mente que são ações conjuntas e que precisam contar com a participação popular, pois 60% de tudo que se capta, trata e distribui se perde por uma série de motivos, o que é um absurdo, pois a perda de hoje representará mais dificuldades no amanhã, portanto, precisamos agora da compreensão das pessoas de que estamos empenhados e dedicados em resolver este problema, mas que eles também devem fazer sua parte para que Várzea Grande melhores de forma significativa”, frisou Kalil Baracat.  

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA