VÁRZEA GRANDE MT

Várzea Grande vacina 1.480 pessoas entre idosos e trabalhadores da saúde

Publicados

em

 

Legenda: Vacinação Idosos Covid 19 -13/02/2021

O Segundo ‘Dia D’ de vacinação contra a COVID 19 em Várzea Grande e a primeira dose para idosos de 81 a 89 anos e 90 anos acima, como preceitua o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde reuniu 1.480 imunizados na Clínica Médica da Universidade de Várzea Grande – UNIVAG em parceria com a Prefeitura de Várzea Grande através da Secretaria Municipal de Saúde e da Guarda Municipal, reunindo mais de 150 servidores públicos municipais.

Foram vacinados 743 idosos na modalidade drive-thru com a primeira dose da vacina contra a COVID 19, quando os mesmos não deixam seus veículos, outros 722 trabalhadores da saúde que receberam a segunda dose e 15 profissionais que receberam a primeira dose.

“Estamos acelerando os trabalhos para que o máximo de pessoas sejam imunizados e com isto criando a imunidade do grupo da população prioritária  e não iremos desistir de insistir com o Governo do Estado que através do governador Mauro Mendes e do secretário Gilberto Figueiredo tem redobrado os esforços no sentido de atende a demanda não apenas de Várzea Grande mas de todo Mato Grosso e também junto ao Governo Federal, pois se necessário vamos comprar vacinas, pois o mais importante agora é preservar a vida de todos e devolver o modo de vida mas perto da normalidade possível”, disse o prefeito Kalil Baracat

Uma estratégia foi montada para que o atendimento respeitasse as regras de distanciamento social de 1,5 metros, uso de máscara e álcool em gel, além de outros cuidados exigidos para se evitar aglomerações, por isso a utilização da clínica médica da UNIVAG que já realiza atendimentos na Rede Pública em parceria com Várzea Grande.

“Estamos adotando todas as medidas para que as vacinas cheguem a um maior número de pessoas possíveis, respeitando as regras do Plano de Imunização do Ministério da Saúde e buscando outras alterativas para o enfrentamento a COVID 19 com o reforço na fiscalização para se proibir as aglomerações e evitar novas medidas mais endurecidas”, disse o secretário de Assuntos Estratégicos, Gonçalo Barros que responde interinamente para Secretaria de Saúde de Várzea Grande, a segunda maior cidade de Mato Grosso.

O vice-prefeito José Hazama, que acompanhou a ação, se surpreendeu, quando chegou a hora de vacinar, o senhor Benedito Marques de Assunção, 94 anos, que também ocupou o cargo de vice-prefeito de Várzea Grande na gestão de Sarita Baracat, avó do prefeito Kalil Baracat, nos anos de 1967 à 1970, sendo ela primeira prefeita mulher a comandar o Paço Municipal.  Benedito Marques de Assunção também exerceu por 8 anos mandato de vereador na cidade.

Leia Também:  Kalil anuncia calendário de salário 2021 e garante que avanços irão continuar

“É sempre bom para a população várzea-grandense momentos iguais a este, mesmo em meio a uma pandemia, receber ilustre personalidade como o senhor Benedito Marques, ancião e ex-vice-prefeito de Várzea Grande que engrandece a campanha de vacinação desenvolvida pela Prefeitura. Enalteço a parceria com o UNIVAG, na pessoa do Diretor Administrativo da Instituição de Ensino, Paulo Henrique Foguel, que não mediu esforços para organizar e colocar seus funcionários a disposição desta tão importante ação, dando conforto a este público que está sendo vacinado hoje. O prefeito Kalil Baracat está sempre em contato com o Governo do Estado, também nosso grande parceiro para garantir insumos e a vacina. Nós vamos vacinando os grupos conforme preconiza o Ministério da Saúde, e doses disponibilizadas, sempre dentro das regras e com rigor e na fiscalização para ninguém furar fila”, disse Hazama.

Gonçalo Barros lembrou da importância do controle rigoroso, tanto que dentre as inscrições realizadas via site oficial de Várzea Grande no endereço www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – CADASTRO VACINA COVID 19, nos dias anteriores a vacinação foram detectadas mais de 35 inscrições de moradores de outras cidades que não Várzea Grande.

“Queríamos poder vacinar a todos indistintamente, mas existem regras a serem cumpridas, primeiro porque não se tem toda as vacinas necessárias e segundo porque temos que respeitar essas regras, mas na medida do possível e com certeza todos serão vacinados”, disse Gonçalo Barros.

O ex-vice-prefeito, Benedito Marques disse que estava com grande esperança da chegada da vacina, e agradeceu ao neto de Sarita Baracat, hoje Prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, por estabelecer parcerias, que dão conforto aos idosos de serem vacinados sem ficar em pé e enfrentar filas, com dignidade. “É assim que se faz política, sempre pensando em sua gente. É gratificante ser vacinado e ainda encontrar as autoridades públicas municipais cuidando bem da população da cidade, que hoje cresceu muito, e precisa sim, de um olhar mais de perto do Poder Político. Da minha época para cá muita coisa mudou, mas não a habilidade política desses jovens gestores, Kalil e Hazama”, comentou sorridente e feliz por estar imunizado contra a COVID 19, brincando que vai viver mais um século.

Leia Também:  Guarda Municipal no apoio às ações de fiscalização e patrulhamento no cumprimento das medidas do Decreto Municipal

Dona Erotides Maria da Silva de 88 anos, foi acompanhada dos netos, para tomar sua primeira dose da vacina, de carro, muito felizes os netos registraram este momento que consideraram histórico, e também de olho na saúde da querida avó. “Nossa não sabíamos que seria assim tão organizado, já trouxemos todos os documentos da vovó necessários para dar agilidade, e o ‘drive thru’ é o melhor sistema, sem stress, com segurança sem sair do carro ela vacinou e ficou muito grata por tomar a vacina. Sempre usamos máscara quando vamos visitá-la e vamos continuar usando, agora com menos medo. Nossa avó é tudo para nós”, elogiou a neta Tereza Cristina Silva.

A Superintendente de Vigilância em Saúde Relva Cristina, informou que foram cadastrados 850 idosos, e os que ainda não se cadastraram podem acessar o site da prefeitura de Várzea Grande que as doses reservadas estão garantidas, sendo 650 doses para os idosos acima de 90 anos e 1.150 para os idosos com idade entre 81 anos à 90.

“Também vacinamos a segunda dose dos profissionais da Saúde, com 900 doses da vacina garantidas para este público alvo. Conforme o Ministério da Saúde for distribuindo as doses para o Estado, vamos planejando para avançar a aplicação nos próximos grupos prioritários, os definidos pelo Ministério da Saúde”, explicou a superintendente.

A próxima etapa que será colocada em prática, segundo determinação do prefeito Kalil Baracat será equipes da saúde irem ao encontro dos idosos acamados ou que vivem sozinhos para que estes também sejam imunizados, criando a imunidade deste grupo prioritário, ou seja, quanto maior o número de vacinados, menores as chances da propagação da doença.

“Vamos as residências cadastradas, aqueles que residem sozinhos para vaciná-los e para promover o atendimento dos mesmos”, disse o secretário Gonçalo Barros que pretende nesta semana atender aqueles que ainda não puderam ser vacinados.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VÁRZEA GRANDE MT

Saúde apresenta equilíbrio financeiro e deixa todas contas pagas do ano de 2020

Publicados

em

 

Legenda:

A Saúde Pública de Várzea Grande apresentou em Audiência Pública relatório de execução orçamentária do Terceiro Quadrimestre do ano de 2020, com previsão de receita para os meses (setembro, outubro, novembro dezembro), de 86 milhões, cujos valores se referem a arrecadação de impostos líquidos e receitas de transferências constitucionais e legais, emendas parlamentares, repasses para enfrentamento a pandemia Covid-19, entre outras receitas adicionais.

Destes 86 milhões a Saúde Pública de Várzea Grande, liquidou cerca de 72,5 milhões e pagou 73,5 milhões, cuja diferença entre liquidado e pago são despesas anuais que ficaram para trás no decorrer do ano, e que foram pagas, como por exemplo, em obras e compras que se concretizaram, somente nos meses finais do ano de 2020. A Audiência ocorreu na sede da Câmara Municipal de forma presencial e também  via web pelo link https:www.youtube.com/channel/UC6aDZEfHfNBXFOK 5ZhwFTA, canal do youtube da Câmara Municipal de Várzea Grande, na manhã de quinta-feira (25).

Conforme o Coordenador de Planejamento da Saúde, Marcos Tertuliano de França, que apresentou o balanço financeiro, para o Executivo e Legislativo Municipal, além do Conselho Municipal de Saúde e sociedade civil organizada, disse que estes números demonstram que a Saúde Pública de Várzea Grande pagou todas as suas dívidas do ano, sem deixar despesas para a nova administração de Kalil Baracat, com o fechamento anual de todas as despesas pagas, e ainda com dinheiro em caixa com cerca de 12,5 milhões.

“Esta sobra é para gastos com compras de insumos em saúde e remédios que os pregões não foram concretizados no ano de 2020, além de obras que ainda estão em execução a exemplo de Unidades Básicas de Saúde, podendo gastar com novas despesas a serem realizadas neste ano de 2021”, explicou Marcos França.

O secretário Interino de Saúde, Gonçalo de Barros, elogiou o rigor com o gasto do erário público da saúde, e apontou que ainda a maior despesa é com a folha salarial que consumiu cerca de R$ 52 milhões, no ano de 2020, porém dentro da margem prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), onde foram pagos além dos salários os encargos sociais e 13º salário.

Leia Também:  Kalil recebe senadores Jayme e Wellington e assegura mais R$ 16 milhões em emendas

“O fechamento do ano financeiro da Saúde, nos proporcionará a fazer o nosso planejamento, com mais segurança, uma vez que no auge da pandemia os serviços praticamente ficaram paralisados, e agora estão retornando como os da Saúde Mental, odontologia, cirurgias, Rede Cegonha – as crianças voltaram a nascer na nossa cidade – com a pandemia as gestantes foram reguladas para o Hospital Santa Helena, um acordo feito entre o Estado e Municípios – Cuiabá e Várzea Grande, e gradativamente vamos analisando com o Comitê de Enfrentamento a Pandemia, como a doença está se comportando e avaliando, para podermos avançar nos nossos serviços e fortalecer a nossa Rede SUS”, disse ele.

Sobre os recursos da Covid-19 disponibilizados pelo Ministério da Saúde, o relatório aponta que a Saúde Pública recebeu cerca de R$ 3 milhões no ano de 2020, e foram utilizados, ou seja, gastos cerca de R$ 2,6 milhões, e foram adquiridos com este valor remédios, kit Covid-19, teste rápido, EPIs-luvas, máscaras, macacão de proteção entre outras despesas gastas somente para o enfrentamento a Covid-19.

Segundo ainda Marcos França, a pandemia tornou o ano de 2020 atípico, na sua execução orçamentária, e finalizou o ano com equilíbrio financeiro, contas pagas e muitas metas alcançadas e outras não, porque a Rede de Serviços, precisou ser modificada para tratar a população acometida pelo coronavírus, como por exemplo as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24hs dos bairros Ipase e Cristo Rei, que passaram a cuidar de pacientes com Covid.

Leia Também:  Carlos Bezerra se reúne com Kalil e assegura apoio para obras e ações

Segundos dados se compararmos os atendimentos do ano de 2019 com o ano de 2020, no 3º Quadrimestre, apontam queda este ano, porque muitos serviços deixaram de ser ofertados nestas unidades, sendo referenciados os serviços em outras unidades como Policlínicas, Unidades Básicas de Saúde (UBS), Programa Saúde da Família, Clínicas Médicas e Hospital e Pronto Socorro Municipal, deixando as Upas quase que exclusivas para os pacientes de Covid.

A Upa do Ipase no 3º Quadrimestre de 2019 realizou cerca de 41 mil atendimentos e procedimentos, já no ano de 2020 realizou cerca de 35 mil atendimentos, uma diferença de cerca de 18% para menos, e a Unidade do Cristo Rei realizou neste mesmo período do ano (setembro, outubro, novembro e dezembro) de 2019 cerca de 22 mil atendimentos, e no ano de 2020 cerca de 19 mil atendimentos, 13% para menos, o que é justificável, por terem sido exclusivas para o atendimento de Covid-19 e demandas espontâneas. “Um ano atípico de Pandemia, onde a Rede SUS do município precisou ser ajustada, porém os atendimentos foram considerados altos nestas unidades, se levar em consideração os atendidos pela pandemia”, explicou o coordenador financeiro.

O secretário Gonçalo de Barros, concluiu dizendo que o objetivo do demonstrativo financeiro das despesas empenhadas e liquidadas é mostrar com transparência às ações e serviços de saúde com provisão de atenção contínua, integral, de qualidade, responsável e humanizada, bem como incrementar o  acesso ao cidadão com equidade, e acima de tudo mostrar a eficiência econômica e como é gasto e tratado o dinheiro público, uma vez que os números mostram que são aplicados recursos na Saúde além do que prevê a constituição de 15% obrigatórios, para 21% aplicados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA